Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Veterano do Citi é contratado pela Virtus BR para renda fixa

Veterano do Citi é contratado pela Virtus BR para renda fixa


Eduardo Freitas deixou a unidade Brasil do Citi em maio de 2020, após mais de 10 anos no banco (Imagem: REUTERS/Mike Segar)

A Virtus BR Partners, uma boutique de assessoria brasileira, contratou o veterano do Citi Eduardo Freitas para iniciar um negócio de renda fixa.

Freitas agora é sócio da Virtus, de acordo com Douglas Bassi, sócio-gerente da empresa com sede em São Paulo. Freitas deixou a unidade Brasil do Citi em maio de 2020, após mais de 10 anos no banco, incluindo uma passagem como diretor-gerente e chefe de mercado de capitais de renda fixa local e internacional.

“Com o mercado de capitais de renda variável do Brasil fechado para empresas de médio porte, aquelas que buscam financiamento para um projeto ou uma aquisição precisarão levantar recursos usando títulos ou empréstimos sindicalizados”, disse Bassi em entrevista. “Queremos oferecer a elas opções sob medida.”

Os investidores brasileiros estão migrando de ações para produtos de renda fixa por causa do aumento da taxa de juros promovida pela Banco Central na tentativa de controlar a inflação de dois dígitos. As emissões de ações de empresas brasileiras caíram 40% neste ano, para R$ 44,4 bilhões, enquanto as vendas de títulos corporativos no mercado doméstico brasileiro subiram 31%, para R$ 105,2 bilhões, segundo dados compilados pela Bloomberg. Muitos títulos locais de empresas e bancos têm taxas de juros flutuantes ou indexadas à inflação.

“Podemos criar estruturas de garantias capazes de reduzir o custo de financiamento para as empresas e, ao mesmo tempo, ajudá-las a atrair investidores”, disse Freitas, acrescentando que a ideia é trabalhar em conjunto com os bancos e a florescente indústria de fundos de renda fixa.

Antes do Citi, Freitas passou mais de 11 anos no Unibanco, onde trabalhou na unidade de banco de investimento com Bassi e outros sócios da Virtus, incluindo Eleazar de Carvalho Filho e Carlos Mellis.

“Éramos uma equipe bem azeitada no Unibanco e pretendemos replicar a mesma colaboração aqui”, disse Bassi.

A Virtus foi fundada em 2009 e, desde então, assessorou mais de US$ 40 bilhões em negócios, incluindo fusões e aquisições, reestruturações de dívidas, vendas de ações no mercado privado, financiamentos de projetos e fornecimento de uma opinião externa independente, chamada em inglês de “fairness opinion”, de acordo com seu site.

Siga o Money Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas e leitores do Money Times. Nosso time traz as discussões mais importantes do dia e você participa das conversas sobre as notícias e análises de tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Siga agora a página do Money Times no Facebook!



Continue Lendo