Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Títulos privados: conheça as características e como investir


Resumo do texto

  • Conheça os títulos privados oferecidos por instituições financeiras;
  • Aprenda como funciona esse tipo de aplicação;
  • Descubra as vantagens de investir e como aplicar nesses títulos.

 

Você sabe o que são títulos privados? Eles são um tipo de aplicação financeira bem popular entre os investidores, principalmente aqueles que querem deixar a poupança de lado e buscar mais rentabilidade.

Existem diversas opções de títulos desta categoria para investir, cada um com características diferentes, porém com algo em comum: a praticidade para realizar o investimento.

Se interessou? Siga a leitura e aprenda o que são esses títulos, suas vantagens e como investir. 

Outros artigos que podem ser do seu interesse:

O que são títulos privados?

De maneira geral, títulos privados são investimentos de renda fixa fornecidos por instituições privadas, como bancos, financeiras, corretoras e até empresas de diferentes setores.

Esses ativos são uma forma das companhias captarem recursos para bancar suas atividades. Seu funcionamento é bem simples, como em toda aplicação de renda fixa, o investidor faz uma espécie de empréstimo para uma instituição e, posteriormente, recebe o dinheiro de volta com juros, que é a rentabilidade do investimento.

Os títulos privados contam com três tipos de rentabilidade: pós-fixada, pré-fixada e híbrida. 

Na pós-fixada, o rendimento da aplicação é feito com base em uma taxa de referência, como o CDI ou a Selic. Ou seja, o rendimento da aplicação vai acompanhar as variações da taxa. Se a taxa muda, a rentabilidade também muda.

Já a rentabilidade pré-fixada não tem mistério. Quem escolhe um título pré-fixado já sabe exatamente quanto dinheiro vai receber. Isso porque, no momento da contratação, uma taxa fixa é estabelecida, como por exemplo, 7% ao ano.

No entanto, para atingir essa rentabilidade, é preciso manter o dinheiro investido até a data de vencimento do título.

Por fim, um título privado com rentabilidade híbrida une as características dos pós e dos pré-fixados. Funciona assim: o investimento conta com uma taxa que não muda mais um indicador que varia, como o IPCA.

Quais as vantagens de investir em títulos privados?

Os títulos privados são aplicações bem interessantes que podem fazer parte da carteira de investidores de todos os perfis. Conheça algumas das vantagens desses títulos.

  • Segurança: por serem investimentos de renda fixa, são aplicações bastante seguras. Além disso, a maioria dos títulos privados contam com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC);
  • Previsão de retorno: independente do tipo de rentabilidade escolhida, é possível ter uma estimativa do quanto o dinheiro aplicado irá render;
  • Acessibilidade: é possível investir com valores iniciais baixos;
  • Custo reduzido: em alguns casos, o investidor paga somente a incidência do Imposto de Renda no momento do resgate dos títulos privados;
  • Bom para a reserva de emergência: títulos pós-fixados e com alta liquidez são uma boa escolha para aplicar a reserva de emergência, já que são seguros e dão uma previsibilidade do retorno. Porém, fique de olho na liquidez.

Quais são os tipos de investimentos privados?

Existem diversos tipos de títulos privados disponíveis para investir. Embora o funcionamento deles seja semelhante, cada um conta com características próprias.

Conheça os principais a seguir: 

Debêntures

As Debêntures são títulos privados emitidos por empresas. Nesses títulos, a companhia pega dinheiro emprestado com os investidores em troca do pagamento de juros. Depois é possível resgatar o valor da aplicação juntamente com a rentabilidade acumulada.

O objetivo de uma debênture é arrecadar recursos para empresas, sendo uma forma mais eficiente de conseguir saldo, além de ser mais em conta do que um empréstimo em um banco. As debêntures não contam com a proteção do FGC.

CDB

Sigla para “Certificado de Depósitos Bancários”, este título é como um empréstimo que o investidor faz ao banco, recebendo o valor de volta com juros, que é o retorno da aplicação.

Então, quando alguém contrata um CDB, na verdade está emprestando dinheiro à instituição bancária para financiar suas atividades. Esse título privado é garantido pelo FGC.

LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário e Letras de Crédito do Agronegócio são títulos privados onde você faz um empréstimo ao banco. Quase como um CDB, certo? A diferença é que o dinheiro investido é usado para financiar operações do mercado imobiliário ou do agronegócio.

LCIs e LCAs contam com a garantia do FGC e são isentas de Imposto de Renda.

LC

Sigla para Letras de Câmbio, esses títulos privados são opções oferecidas por financeiras com o objetivo de captar dinheiro para suas operações.

A lógica para o investidor alcançar uma rentabilidade é a mesma: você empresta seu dinheiro à financeira e ganha com os juros deste empréstimo. As LCs também são protegidas pelo FGC.

Conheça as diferenças entre títulos públicos e privados

De maneira geral, existem duas principais diferenças entre os títulos públicos e privados. Enquanto no primeiro o investidor empresta seu dinheiro para o governo federal, nos títulos privados esse valor é feito para instituições como bancos, financeiras e corretoras. 

A outra diferença é em relação à garantia. A maioria dos investimentos privados em renda fixa contam com a segurança do FGC. Isso não quer dizer, no entanto, que os títulos públicos são menos seguros. Eles são 100% garantidos pelo Tesouro Nacional, por isso, são considerados as opções mais seguras do país.

Saiba como investir em títulos privados

Para começar a investir em títulos privados, não tem mistério! Basta ter uma conta em um banco, como o PagBank, e escolher onde você quer aplicar seu dinheiro.

É muito importante ficar atento ao seu perfil de investidor e principalmente aos seus objetivos para escolher as aplicações que mais se encaixam com você, levando em conta as características de cada produto, principalmente a liquidez.

Invista em títulos privados com o PagBank!

Com o super app PagBank, é possível aplicar o dinheiro nos CDBs PagBank, títulos privados disponíveis no super app. E para investir, é super simples e acessível!

Veja como começar:

  1. abra o super app e clique em “Produtos e Investimentos”;
  2. vá em “Aplicar meu dinheiro”;
  3. escolha “Renda Fixa”;
  4. confira as opções de CDB e faça sua escolha;
  5. agora é só Investir.

Comece agora a dar mais rentabilidade a suas economias!

Conheça os CDBs PagBank!

“Este canal tem como única intenção fornecer um panorama sobre as diferentes categorias de produtos de investimentos disponíveis no mercado. Os conteúdos não têm o objetivo de oferecer análise de valores mobiliários ou recomendações de investimento, considerando que os produtos apresentados podem não ser adequados aos objetivos, situação financeira ou necessidades individuais de cada usuário. O PagSeguro PagBank se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que decorram da utilização de seu conteúdo, bem como por eventuais informações fornecidas por terceiros, que não expressam a opinião do PagSeguro PagBank. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e as informações podem não estar atualizadas no momento exato da consulta do material. Antes de tomar qualquer decisão, é recomendado que o leitor busque orientação financeira independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto.”



Veja mais