Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Tesouro Nacional: saiba o que é, como funciona e quais são os títulos disponíveis


Resumo do texto

  • Saiba o que é e como funciona o Tesouro Nacional;
  • Veja quais são os títulos disponíveis para esse investimento;
  • Entenda a diferença entre Tesouro Nacional e Tesouro Direto.

 

Quando se fala em renda fixa, o termo Tesouro Nacional costuma sempre aparecer. Isso porque ele faz parte de um dos investimentos mais populares entre os investidores, independente do perfil.

Aprenda o que é o Tesouro Nacional e qual sua função na economia do nosso país.

Boa leitura! 

Outros artigos que podem ser do seu interesse:

O que é Tesouro Nacional?

O Tesouro Nacional é um órgão responsável por receber e administrar todo o dinheiro do nosso país. Ele busca manter a estabilidade das contas públicas por meio do controle de gastos e arrecadação de dinheiro. Quem controla o órgão é a Secretaria do Tesouro Nacional, que por sua vez é comandada pelo Ministério da Economia.

O seu funcionamento é bem simples, para explicar melhor, vamos a um exemplo: o salário que recebemos é nossa entrada de caixa, enquanto as contas que precisam ser pagas são as saídas de caixas. No Tesouro Nacional também funciona assim. 

A entrada de caixa do governo é representada pela arrecadação de impostos, lucro das empresas públicas e títulos públicos. Já a saída de caixa é o pagamento de salários e todos os serviços prestados à população, como educação, segurança, infraestrutura e saúde.

Por conta disso, podemos dizer que o Tesouro Nacional é o “caixa” do governo federal, e uma de suas principais funções é gerenciar a dívida pública e captar recursos.

Como investir no Tesouro Nacional?

Como falamos anteriormente, todo mundo pode ter um título do Tesouro Nacional, isso acontece por meio do programa Tesouro Direto.

Esse é um investimento de renda fixa criado em parceria com a B3, a Bolsa de Valores do Brasil, e sua lógica é bem simples. O investidor empresta dinheiro ao Governo para que sejam feitos projetos de melhoria no país em setores como educação, saúde e infraestrutura.

Depois, o investidor recebe o dinheiro corrigido com juros, que é justamente o retorno do investimento.

Então, você não investe diretamente no Tesouro Nacional, mas sim nos seus títulos. 

Qualquer pessoa pode fazer aplicação nesse ativo, basta apenas entrar no site do Tesouro Direto ou através de uma instituição financeira, como o PagBank. Não se preocupe, vamos te ensinar o passo a passo logo abaixo.

Qual a diferença entre Tesouro Nacional e Tesouro Direto?

O Tesouro Nacional é a entidade que cuida da administração do dinheiro do nosso país. Ele é como se fosse a área financeira de uma empresa, que controla a receita e a despesa do Governo Federal. E, caso o Brasil não tenha dinheiro suficiente para arcar com seus pagamentos, ele pode recorrer a um empréstimo.

E é aí que entra o Tesouro Direto, ele emite títulos da dívida existente para que as pessoas comprem. Dessa forma, o governo pega dinheiro com os investidores para financiar os débitos e ter dinheiro em caixa para cumprir com suas obrigações.

Para resumir: o Tesouro Nacional é o caixa do nosso país e o Tesouro Direto é um programa de venda de títulos públicos para os investidores.

Por que é tão seguro investir no Tesouro Direto?

Diferente de outros investimentos de renda fixa, como os CDBs, os títulos do Tesouro Direto não contam com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). No entanto, eles são considerados as opções mais seguras.

Isso acontece, pois é um ativo 100% garantido pelo Tesouro Nacional, ou seja, o próprio Governo Federal é quem assegura o pagamento dos títulos. O único risco de ele não cumprir com o investimento é caso o Brasil declarasse falência, o que é muito improvável. 

Quais são os títulos da dívida pública?

Os títulos da dívida pública nada mais são do que os títulos do Tesouro Direto. Ao todo, são cinco títulos disponíveis para investimentos. Conheça as características de cada um a seguir:

  • Tesouro Selic: investimento pós-fixado que acompanha o desempenho da taxa Selic, a taxa básica de juros da nossa economia. Quanto maior for o valor da Selic, melhor será a rentabilidade desse título;
  • Tesouro Prefixado: a rentabilidade é fixada em um valor percentual. Assim, o investidor conhecerá a rentabilidade antes de adquirir o título;
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais: o investidor recebe o rendimento em forma de “cupons”. Em vez de receber tudo na data de vencimento, os pagamentos ocorrem antecipadamente, a cada seis meses, já que cada título tem uma data fixa para o pagamento;
  • Tesouro IPCA+: a rentabilidade desse tipo está atrelada à inflação (IPCA). Assim, esse título oferece rendimento real, corrigido pela variação da inflação e mais uma taxa prefixada de juros;
  • Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais: a rentabilidade nesse caso está atrelada à inflação, ou seja, ao índice IPCA. Eles oferecem um rendimento corrigido pela inflação mais uma taxa de juros prefixada. O investidor também recebe o rendimento em “cupons” antecipadamente. Ao invés de receber todos os rendimentos no vencimento do título, os pagamentos ocorrem a cada seis meses.

Invista nos títulos do Tesouro Nacional pelo super app PagBank

Se ficou interessado em fazer seu investimento nos títulos do Tesouro Nacional, o momento é esse!

Se você ainda não tem sua conta no PagBank, você precisa criar uma para ver o seu dinheiro rendendo mais do que na poupança. Assim como ter acesso a diversas opções para investir sem complicações nem taxas escondidas.

Para começar a investir no Tesouro Direto não tem mistério, basta seguir os passos a seguir:

  1. abra o super app PagBank;
  2. clique na opção Produtos e Investimentos e selecione Aplicar meu Dinheiro;
  3. escolha Tesouro Direto e clique na melhor aplicação para você;
  4. digite o valor que deseja investir;
  5. confira as regras e se os dados estão corretos e clique em Confirmar;
  6. pronto! Sua aplicação foi realizada.

Investir sem complicar é com a gente mesmo!

Invista no Tesouro Direto pelo super app!

“Este canal tem como única intenção fornecer um panorama sobre as diferentes categorias de produtos de investimentos disponíveis no mercado. Os conteúdos não têm o objetivo de oferecer análise de valores mobiliários ou recomendações de investimento, considerando que os produtos apresentados podem não ser adequados aos objetivos, situação financeira ou necessidades individuais de cada usuário. O PagSeguro PagBank se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que decorram da utilização de seu conteúdo, bem como por eventuais informações fornecidas por terceiros, que não expressam a opinião do PagSeguro PagBank. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e as informações podem não estar atualizadas no momento exato da consulta do material. Antes de tomar qualquer decisão, é recomendado que o leitor busque orientação financeira independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto.”



Veja mais