Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Substância presente no vinho e na cebola pode prolongar ereção; entenda


A quercetina — uma substância presente no vinho e na cebola — pode prolongar a ereção, segundo estudo conduzido por cientistas do Murcian Institute of Sexology e publicado no The Journal of Sexual Medicine. Com isso em mente, o grupo desenvolveu pílulas destinadas a tratar ejaculação precoce.

Para testar os efeitos da pílula, os cientistas contaram com 12 homens de 27 a 58 anos que sofrem com a condição. Antes do tratamento, os participantes conseguiam manter a ereção por 1 minuto e 9 segundos, e depois do tratamento, que durou 12 semanas, essa média ficou em torno de 2 minutos e 26 segundos.

Os pesquisadores apontaram que o tratamento com a quercetina não desencadeou efeitos adversos, mas ainda não está claro quanto tempo de ereção essa pílula pode garantir, exatamente — o que ressalta a necessidade de mais pesquisas. O estudo ainda não foi revisado por pares, inclusive.

Os pesquisadores também não sabem se os homens receberam algum outro tratamento para a ejaculação precoce durante o estudo, embora não tenham recebido nenhum outro medicamento ou tratamento psicológico nos seis meses anteriores ao recrutamento.

As pílulas de quercetina continham cerca de 433,64mg de extrato de erva-de-são-João (Hypericum perforatum) e 68,65 mg de quercetina, aproximadamente a mesma quantidade de quercetina presente em cerca de 85 copos de 100 ml de vinho tinto, ou em uma grande cebola roxa crua. A quercetina pode ser encontrada nos pigmentos de muitos legumes, frutas e grãos, e tem propriedades antioxidantes.

Ejaculação precoce

A ejaculação precoce é comum e tem tratamento (Imagem: Prostock-studio/Envato)

A ejaculação precoce é uma queixa sexual comum, e 1 em cada 3 homens dizem que experimentam esse problema em algum momento. Desde que aconteça com pouca frequência, não é motivo de preocupação. No entanto, é preciso procurar um médico se:

  • Sempre ou quase sempre ejacular dentro de um minuto após a penetração
  • Tiver incapacidade de retardar a ejaculação durante a relação sexual
  • Sentir angústia e frustração, evitando relações

Fatores psicológicos podem desempenhar um papel na ejaculação precoce, como experiências sexuais precoces, abuso sexual, depressão, preocupações e sentimentos de culpa. Além disso, a condição pode surgir a partir de fatores biológicos, como níveis hormonais anormais, infecção da próstata ou uretra. Felizmente, há tratamentos que podem prolongar a ereção.

Fonte:  The Journal of Sexual Medicine via Mail Online Health; Mayo Clinic



Veja mais