Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Sony pode ter registrado um novo PlayStation 5 no Japão


A Sony Interactive Entertainment registrou um novo produto misterioso no Japão, que pode ser um modelo inédito do PlayStation 5. Esta versão traria apenas mudanças nos componentes internos, principalmente de áudio; ou seja, não espere um novo design nem a chegada de um PS5 Slim ou PS5 Pro.

Segundo a reportagem do VGC, a Sony teria recebido, em abril deste ano, um certificado para a construção de um modelo “CFI-1200”, que inclui melhorias nos componentes de áudio. Esse certificado foi garantido pelo próprio Ministério de Assuntos Internos e Comunicações do país, que garante que os equipamentos estejam de acordo com padrões técnicos.

A Sony não confirmou ainda a chegada de um novo modelo do PS5; contudo, boatos sobre isso circulam há mais de um ano (Foto: Sergio Oliveira/Canaltech)

Especula-se que este seja um novo modelo de PS5 por conta da similaridade da numeração dos modelos. No lançamento, usava-se um esquema de numeração que seguia o padrão CFI-1XXX; já o console com hardware revisado, lançado em 2021, conta com numeração CFI-11XX. Como este novo modelo foi registrado como “CFI-1200”, poderia ser uma nova atualização do PS5.

Rumores de um novo modelo do PS5 não vêm de hoje. Em maio de 2021, o site taiwanês DigiTimes informou que a Sony começaria a produzir um PS5 “redesenhado” em 2022, com uma “nova CPU semipersonalizada” de 6 nanômetros da AMD. Nada foi dito a respeito de uma mudança de visual.

O diretor financeiro (CFO) da Sony, Hiroki Totoki, afirmou que a empresa estava considerando soluções para lidar com a escassez global de componentes, principalmente de semicondutores, que vem se agravando desde 2020. A Intel, por exemplo, alerta que essa crise se estenderá até 2024.

Hiroki Totoki, diretor financeiro (CFO) da Sony, durante conferência com investidores na terça-feira (10) (Foto: Reprodução/Sony)

Totoki foi questionado sobre o assunto na conferência com investidores nesta terça-feira (10). O executivo não falou abertamente sobre o PS5, mas ressaltou ter “uma boa perspectiva. “Em diferentes áreas, mudamos nossa fonte de aquisição e também mudamos nosso design, entre outros. Então, nós conseguimos lidar [com a crise de semicondutores]. Então, para a aquisição de peças, acho que temos uma boa perspectiva”, disse.

Na mesma reunião, foi divulgado que o PS5 não bateu a meta de vendas da empresa: de 3,3 milhões de unidades, foram vendidas apenas 2 milhões no último trimestre fiscal (janeiro, fevereiro e março deste ano). Parte da culpa é da própria empresa, que não consegue fabricar modelos suficientes para atender a demanda. Confira todos os detalhes da conferência aqui.

Fonte: VGC



Veja mais