Sem privacidade! Mozilla critica funcionamento do FLoC do Google e aponta falhas de segurana

O Google apresentou um novo método de coleta de dados para sua plataforma de anúncios. O FLoC (Aprendizagem Federada de Coortes, em tradução livre) deverá substituir os cookies tradicionais utilizados pelos navegadores e promete mais privacidade e segurança aos usuários, mas a Mozilla apresenta uma visão diferente sobre a ferramenta.

De acordo com um relatório publicado pela fundação desenvolvedora do Firefox, o método de coleta de dados “generalizados” do Google oferece riscos de privacidade significativos para as pessoas, além de ser ineficaz ao ocultar a identidade dos dispositivos e seus proprietários na internet.

Conforme explicado pela empresa de Mountain View, o FLoC classifica os usuários em grupos de indivíduos que compartilham interesses semelhantes, de modo que anúncios personalizados possam ser exibidos sem a necessidade do rastreamento individual.

A Mozilla detalha que, embora os coortes sejam relativamente amplos — compostos por milhares de usuários — eles ainda poderão ser utilizados para rastrear usuários através de seus identificadores. Uma maneira disso acontecer é dada pela impressão digital do navegador.


Adeus, cookies? Google come




Segurana
01 Jun



Mudan




Segurana
06 Mai


Assim como qualquer outro software, os navegadores não são iguais entre si. Eric Rescorla, CTO da Mozilla, exemplifica que existem usuários do Firefox, Chrome e outros browsers no Windows, Mac e outros sistemas operacionais, além de utilizarem em idiomas e configurações diferentes, levando a uma “impressão digital” que torna cada usuário praticamente único.

Cada uma das particularidades pode ser utilizada para identificar um usuário, ou pelo menos reduzir as coortes do FLoC para que todas as preferências de uma ou mais pessoas sejam descobertas. A ferramenta do Google também é capaz de rastrear as variações do identificador de cada indivíduo ao longo do tempo, conforme seus interesses mudam.

Cada peça de variação específica do usuário pode ser usada para distinguir entre usuários. Quando combinado com uma coorte FLoC que tem apenas alguns milhares de usuários, uma quantidade relativamente pequena de informações é necessária para identificar uma pessoa individual ou pelo menos reduzir a coorte FLoC para algumas pessoas.

Eric Rescorla

Diretor técnico da Mozilla

Ainda, há uma preocupação especial com a suscetibilidade de vazamento de informações do FLoC. Os cookies tradicionais funcionam de maneira específica para o número de sites em que está incorporado, assim, a quantidade de informações coletadas está sujeita à permissão do usuário e podem ser bloqueados, dificultando o rastreio.

O FLoC burla essa política limitativa dos cookies — com uma chave compartilhada que identifica o usuário em todos os sites, permitindo que os rastreadores associem dados de diferentes fontes. “Tudo o que um site precisa fazer é ligar para as APIs do FLoC para obter o ID de coorte e, em seguida, usá-lo para procurar informações no serviço”, explica Rescorla.


Mozilla Firefox 89




Segurana
02 Jun



Privacidade zero! UC Browser coleta dados da navega




Segurana
04 Jun


Apesar de suas falhas, a proposta de aprendizagem federada é uma premissa convincente, argumenta o diretor. Direcionar anúncios aos usuários de forma mais privativa é essencial para contornar as questões de segurança que envolvem o Google, contudo, seu atual comportamento poderá representar riscos significativos, caso implementado.

Recentemente, o FLoC passou a ser testado por usuários no Brasil. Segundo a empresa, é esperado que a ferramenta substitua os cookies até o início de 2022.

Qual a sua opinião sobre a coleta de dados através do FLoC? Comente!

Continuar lendo >>

DIVULGALINK We would like to show you notifications for the latest news and updates.
Dismiss
Allow Notifications