Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Qualcomm promete nova geração de processadores de PCs superiores à Intel e AMD


Uma nova geração de processadores vêm por aí. Em entrevista, o CEO da Qualcomm, Cristiano Amon, anunciou que a empresa está trabalhando em novos processadores baseados na arquitetura ARM e promete ser o líder dos SoCs. A má notícia é que o mais recente deve chegar somente no final de 2023.

A Apple mostrou para todo mundo que seus SoCs (System on a Chip), utilizados há anos nos iPhones, são também poderosos o suficiente para segurar o tranco dos Macs, o que nos trouxe o chip M1 ao mundo e nessa semana a sua nova versão, o M2, junto com os novos Macbook Air e Pro.

“Estamos mirando em ter a liderança na performance em CPUs no PC, ponto final”

Cristiano Amon, CEO da Qualcomm durante uma entrevista.

A Qualcomm não é nova no mercado de processadores, e é quem equipa os principais flagships Android que temos hoje, como a família Galaxy S22, o Moto Edge 30 Pro, o realme GT 2 Pro e outros. Além disso, agora que a empresa adquiriu a Nuvia, empresa criada por ex-funcionários da Apple com expertise em processadores, eles estão super empolgados com os chips futuros.

De acordo com Amon, os chips da Nuvia se destacam além do que temos com o Snapdragon e irão focar em cálculos de alta performance, aumentando a força das CPUs, GPUs e o processo neural para a inteligência artificial.

A Qualcomm vem tentando fazer os PCs com seu chip funcionar há algum tempo. Eles já estiveram em alguns mini PCs junto a Microsoft, mas talvez o mais importante sejam os PCs Always on, Always connected.

Essa ideia foi basicamente colocar um chip ARM em notebooks e Mini PCs, fazendo com que ele tenha um rendimento melhor tanto em bateria quanto em conectividade. Por falar em conectividade, eles permitem que você coloque um chip de operadora neles, dessa forma nunca perdendo a conexão.

Apesar de interessante, os aparelhos dessa categoria ou eram muito caros para o que ofereciam ou então tinham um foco muito de nicho e acabou não se popularizando como devia. Não sabemos exatamente como será o “comeback” da Qualcomm com as novidades em 2023, mas quem sabe enfim eles consigam fazer isso funcionar.

  • Modelo de notebook com snapdragon

Para finalizar esse tópico e para aquecer um pouco o coração, nesse ano foi apresentado o Project Volterra, um Mini PC da Microsoft do qual irá utilizar os chips da Qualcomm. Além de ser bem bonito, ele vem com a proposta de desenvolver e testar apps ARM.

O lado negativo é que não foi revelado exatamente qual processador da Qualcomm está sendo usado nele e por ser um kit para desenvolvedores, nada de chegar para o consumidor final. Confira algumas fotos:

  • Project volterra, mini pc da microsoft com processador qualcomm
  • Project volterra, mini pc da microsoft com processador qualcomm

O que impulsionou essa nova geração de SoCs?

O chip apple m2, anunciado no dia 8 de junho e motivo que impulsionou a nova geração de processadores qualcomm
O chip Apple M2, anunciado no dia 8 de junho (Fonte: Apple)

É muito bom que não só a Apple, mas outras empresas estejam entrando para valer nesse mundo de processadores ARM. Mas é inevitável lembrar que o principal motivo de toda essa indústria estar se movendo em relação a isso é justamente a Apple.

Antes do Apple M1 e agora o M2, a empresa trabalhava com a Intel nos Macs e podemos dizer que todo mundo estava numa “zona de conforto” em relação aos SoCs. Então, em 2020, tivemos a estreia do processador M1, desenvolvido pela Apple, trazendo ao MacBook o melhor da performance em CPU, GPU e bateria, e o mundo dos computadores virou de ponta cabeça.

Agora é esperar e torcer para que finalmente tenhamos um processador a altura do M2 para outros notebooks e ver como essa “briga” vai ficar. E você, já testou algum Mac com M1 ou M2? Acredita que a Qualcomm e outras empresas vão conseguir competir com o chip da Maçã? Comente aí embaixo e não esqueça de acessar nossas outras matérias e notícias, como todos os detalhes sobre o novo M2

Fonte: CNET





Veja mais