Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Qual açúcar é mais saudável para consumo?


O alto consumo de açúcar é uma grande preocupação na área da saúde, uma vez que pode contribuir para condições como obesidade, diabetes e doenças cardíacas. Até mesmo o adoçante artificial já foi relacionado a doenças, por isso é muito importante ter em mente qual opção realmente traz menos prejuízos para o corpo.

De acordo com uma publicação do Ministério da Saúde e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), dentre o açúcar mais saudável para consumo é aquele que tiver o menor processamento, como o mascavo e o demerara. Os mais refinados, como o cristal, o refinado e o de confeiteiro, são os mais prejudiciais, justamente por causa dos processamentos químicos a que estiveram envolvidos.

O relatório alerta, no entanto, que mesmo os tipos de açúcar com menor processamento devem ser utilizados com moderação, pois apresentam alto valor calórico. O açúcar demerara passa por um refinamento leve e não recebe nenhum aditivo químico, por isso seus grãos são marrom-claros. Possui valor nutricional alto, parecido com o do açúcar mascavo. A publicação aponta que a melhor escolha para este tipo de açúcar é a forma orgânica, porque mantém todos os nutrientes sem a adição de defensivos agrícolas.

A UFMG também menciona o açúcar extraído do fluido das flores da palma de coco, que não passa por refinamento e adulteração, não contém conservantes e possui elevada quantidade de potássio, magnésio, zinco e ferro, além de ser fonte natural de vitaminas B1, B2, B3 e B6.

Entretanto, o açúcar light (também conhecido como açúcar fit ou açúcar magro) é apenas uma mistura do açúcar refinado comum e de adoçantes artificiais como sucralose, ciclamato de sódio e sacarina sódica, e apensar de ser menos calórico que o açúcar comum, precisa ser consumido com cautela.

Estudos ajudam a entender qual açúcar é mais saudável para consumo (Imagem: twenty20photos/envato)

Quais são os tipos de adoçantes naturais?

Optar por adoçantes naturais também pode ser uma opção mais saudável que o açúcar refinado. Um artigo publicado na National Library of Medicine indica que a substância extraída da planta Stevia rebaudiana, que tem sido associada a benefícios para pessoas com hipertensão, uma vez que abaixa a pressão sanguínea. Em contrapartida, estudos já notaram um malefício: a estévia pode afetar negativamente o microbioma intestinal.

O eritritol, também conhecido como álcool de açúcar, é encontrado naturalmente em algumas frutas, e não aumenta tão intensamente os níveis de glicose no sangue ou insulina, tampouco afeta os níveis de gorduras, como colesterol ou triglicérides (que servem como uma reserva de energia do organismo).

Outro adoçante natural é o xilitol, extraído de fibras de frutas, vegetais e cogumelos. Pode ser considerado como um álcool de açúcar mais saudável para consumo, uma vez que traz benefícios para a saúde bucal e digestiva. Cientistas conduziram experimentos em ratos e descobriram que a substância ainda pode melhorar a densidade óssea e diminuir o risco de osteoporose. O estudo foi publicado na Veterinary Clinics of North America.

Uma opção menos comum é o xarope colhido da planta Yacon, que cresce nativamente nos Andes na América do Sul. O adoçante natural é muito rico em frutooligossacarídeos, que representam benefícios para o microbioma intestinal. Pode ajudar a prevenir a constipação e promover a perda de peso.

Fonte: CDC, Healthline (1,2), NDTV Food, Everyday Health, National Library of Medicine, International Journal of Dentist, Veterinary Clinics of North America, UFMG



Veja mais