Privacidade zero! UC Browser coleta dados da navegao privada dos usurios no Android e iOS

O “modo anônimo” oferecido pelos navegadores é um recurso de segurança útil que protege os usuários do rastreamento de sites ao excluir automaticamente o histórico de navegação, cookies e outros dados.

Desenvolvido pela UCWeb para o Alibaba, o UC Browser foi lançado com a promessa clara de oferecer a mesma navegação segura, mas o relatório emitido por um pesquisador de segurança aponta que a privacidade do navegador é enganosa e oferece riscos ao usuário.


Ao utilizar a engenharia reversa para analisar o comportamento do UC Browser, Gabriel Cirlig descobriu que ambas as versões — para Android e iOS — rastreiam os dados emitidos em cada site que o usuário visita, mesmo que estivesse utilizando o modo anônimo.

Conforme observado pelo pesquisador, e subsequentemente confirmado por profissionais da Forbes, os dados sobre hábitos de navegação são enviados para servidores da desenvolvedora chinesa UCWeb. Essas informações incluem endereço de IP, que pode ser utilizado para rastrear a localização do usuário.

A investigação aponta que os servidores, embora tenham registro oficial na China e forneçam o domínio “.cn” do país, estão localizados nos Estados Unidos. As máquinas armazenam um número de identificação para cada usuário, para que sua atividade seja monitorada em qualquer site que visite.


TC Ensina: como alterar as op




Curiosidade
21 Mai



Caso real: o que fazer quando seus dados pessoais s




Segurana
25 Mai


No vídeo abaixo, o pesquisador de segurança demonstrou esse comportamento através de um dispositivo Android. Ao acessar seu próprio website sem rastreadores, um software especial para detecção de tráfego de informações denunciou o envio de diversos dados criptografados para os servidores da UCWeb.

Ao decodificar esses dados, Cirlig descobriu que seu endereço de IP, o URL do site que visitou e sua identificação numérica que armazena toda a sua atividade na internet durante o uso do browser.

A Forbes contrasta esse comportamento com a política do Google Chrome, que não registra qualquer dado dos usuários enquanto navegam através de uma janela anônima. “Esse tipo de rastreamento [do UC Browser] é feito de propósito e sem qualquer consideração pela privacidade do usuário”, disse Cirlig.

Vale lembrar que o navegador chegou a ser removido da Play Store em 2017, sob acusações de violar a política de privacidade do sistema assinado pelo Google. Na época, havia sido detectado que o software enviava informações dos usuários para terceiros sem expressa autorização.

O Alibaba, maior empresa de comércio on-line do mundo, e a UCWeb não se pronunciaram sobre o caso até o momento.

Continuar lendo >>