Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Por que a liderança inspiracional é a melhor forma de liderar


Igualmente importantes, motivação e inspiração podem ser confundidas, o que, em boa parte dos casos, pode atrapalhar o resultado esperado. Tento exercer diariamente a liderança inspiracional, que, a médio e longo prazos, mostra-se muito mais efetiva que a liderança motivacional. Inspirar seus colaboradores a olharem para si e identificarem suas principais habilidades e virtudes é um caminho mais trabalhoso, mas que mostra resultados sólidos e sustentáveis.

Uma pesquisa realizada pela IBM com 1.700 CEOs de 64 países aponta o empoderamento das pessoas por meio de valores como um dos três pilares da liderança. Seguir um líder que inspira aumenta a motivação e o engajamento: os liderados passam a acreditar que o trabalho que estão fazendo realmente importa, é dotado de significado e, principalmente, faz a diferença para a sociedade, o que reflete diretamente na satisfação dos clientes e demais stakeholders.

Líderes inspiracionais podem ter diferentes estilos. Eu guio minha jornada com base em três princípios: consistência (no ritmo de trabalho e na entrega de resultados), foco (evitar distrações ou desistências no decorrer dos projetos) e empoderamento (transmitir minhas irrestritas crença e confiança nas pessoas do meu time). Identificar a forma de inspirar é fundamental para quem lidera, uma vez que um colaborador inspirado é 55% mais produtivo que um colaborador engajado e 125% mais produtivo que um colaborador satisfeito, de acordo com o especialista em design organizacional Michael Mankins, coautor do livro “Time, Talent, Energy” (“Tempo, Talento, Energia”, em tradução livre).

Uma qualidade, entretanto, deve se sobrepor às outras: a liderança centrada. Decorrente de um estado de segurança do líder, é pautada por práticas como bom alinhamento interno, decisões guiadas por valores e, sobretudo, obsessão pela missão a que a empresa se propõe. É a melhor forma de fazer seus liderados sentirem e acreditarem que são parte indispensável na perseguição a metas ambiciosas, de uma companhia global de tecnologia, por exemplo.

O ponto de partida para exercer a liderança inspiracional é identificar três das suas principais características e trabalhar para desenvolvê-las. Uma dica é tomar como base pesquisa feita pela consultoria Bain & Company, que apontou 33 atributos compartilhados por líderes inspiracionais. Atividade positiva, manter sua palavra, apreciar seu time, liderar com humildade e mostrar empatia estão entre as habilidades mais mencionadas.

Saber inspirar não é necessariamente um dom, mas algo que podemos desenvolver ao longo da carreira, a partir da análise crítica das interações com os colegas de trabalho. Liderar inspirando transmite genuinidade e dispensa a necessidade de legitimação da autoridade, seja por meio do título do cargo ou das credenciais do currículo. Líderes se tornam inspiracionais ao mostrar que vale a pena seguir sua visão sobre o negócio.

*Artigo produzido por colunista com exclusividade ao Canaltech. O texto pode conter opiniões e análises que não necessariamente refletem a visão do Canaltech sobre o assunto.



Veja mais