pcs-com-windows-11-e-processador-da-samsung-podem-desafiar-intel-em-breve

PCs com Windows 11 e processador da Samsung podem desafiar Intel em breve

Você já deve ter percebido que os computadores com Windows e processadores com a arquitetura ARM sempre vêm com chips Snapdragon. Mas há uma explicação para isto: segundo o XDA-Developers, a Microsoft e a Qualcomm têm um acordo de exclusividade para levar a tecnologia ao sistema operacional. Mesmo assim, esta aliança pode estar próxima do fim, o que abriria espaço para chips da Samsung no Windows 11

  • Sai Intel, entra Apple: os detalhes da maior mudança nos Macs em 15 anos
  • Por que escassez de chips que afeta Apple, Sony e Intel está demorando para acabar
Fim de acordo entre Qualcomm e Microsoft pode resultar em mais chips ARM com suporte ao Windows 11 (Imagem: Reprodução/Unsplash)
Fim de acordo entre Qualcomm e Microsoft pode resultar em mais chips ARM com suporte ao Windows 11 (Imagem: Reprodução/Unsplash)

A percepção de que os PCs com arquitetura ARM são lançados apenas com chips da Qualcomm não é nova. Peguemos como exemplo o Lenovo Yoga C630 e o Surface Pro X, que foram lançados em 2018 com Snapdragon 850 e em 2019 com uma versão personalizada do Snapdragon 8cx, respectivamente. Além disso, até o Samsung Galaxy Book Go, lançado em 2021, vem com o Snapdragon 7c Gen 2 em seu interior.

Mas por que somente vemos computadores com chips da Qualcomm enquanto há outras fabricantes no mercado? A explicação parte do site especializado, que relatou a existência de um acordo de exclusividade entre as duas companhias. Esta proximidade, no entanto, pode estar perto do fim, segundo pessoas a par do assunto.

A data do término, por outro lado, ainda é um mistério.

Samsung Galaxy Book Go (Imagem: Divulgação/Samsung)
Samsung Galaxy Book Go traz processador Qualcomm Snapdragon 7c Gen 2 em seu interior (Imagem: Divulgação/Samsung)

Fim do acordo pode levar chips da Samsung ao Windows 11

A queda do termo de exclusividade, caso confirmada, tende a mexer na composição do mercado. Isto porque demais fabricantes poderiam tornar seus processadores compatíveis com o Windows 11 com mais facilidade. Assim, o segmento de PCs com Windows ganharia mais opções de chips com a arquitetura além do Snapdragon.

A Samsung é uma das empresas que seriam beneficiadas. Sem ter restrições, a marca poderia levar os chips Exynos ao Windows. E esta é uma aposta que vem ganhando tração desde 2020: a companhia pode lançar o Exynos 2200 com gráficos da AMD tanto para PCs quanto para celulares, como é o caso da futura linha Galaxy S21.

A MediaTek também entraria no jogo. A marca taiwanesa já trabalha com Chromebooks com a sua linha Kompanio desde 2016. Agora, a empresa quer levar os seus chips aos computadores com Windows. Além disso, na semana passada, a fabricante firmou uma parceria com a AMD para levar o Wi-Fi 6 a PCs com chip Ryzen.

Apple iniciou migração de processadores Intel para arquitetura ARM em 2020 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Apple iniciou migração de processadores Intel para arquitetura ARM em 2020 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Migração para arquitetura ARM é desafio para Intel

A Intel é uma das principais fabricantes de chips. No 3º trimestre de 2021, a companhia abocanhou 60,5% do mercado global de processadores em relação à AMD (39,5%), segundo o Statista. Mesmo assim, a fabricante tende a encarar um baita desafio pela frente se a transição para a arquitetura ARM for “inevitável”, como é dito pela Qualcomm.

E este desafio já está em jogo desde que a Apple iniciou a transição para a arquitetura ARM e vem surpreendendo com seus chips. Não à toa, a Intel troca farpas com a fabricante do iPhone desde fevereiro, quando disse que o Apple M1 é mais lento que o Intel Core i7. Mas os argumentos não convenceram.

As críticas vieram à tona até em forma de paródia. Em março, a fabricante de chips estreou uma campanha publicitária apresentada por Justin Long, conhecido por interpretar o Mac nas peças “Get a Mac”. Ainda assim, o CEO da Intel, Pat Gelsinger, espera atrair a Apple novamente com chips mais potentes.

Com informações: Tom’s Hardware e XDA-Developers (1 e 2)

PCs com Windows 11 e processador da Samsung podem desafiar Intel em breve