Palmeira leque – Licuala grandis

Nome: Palmeira Leque – Licuala – Palmeira Licuala
Nome Científico: Licuala grandis
Origem: Oceania
Uso paisagístico: Sim. Muito utilizada em vasos para ambientes internos. Sua folha se destaca muito pelo tamanho e pelo verde intenso, dificilmente passa despercebida.
Flor: Sim. Porém não são ornamentais.
Fruto comestível: Não.
Perfume: Não.
Cultivo: Médio. A maior dificuldade é achar um local adequado para ela, os demais cuidados de manutenção, rega, poda e adubação são moleza.
Luminosidade: Sombra ou meia-sombra. Não toleram o sol pleno, acaba queimando as folhas. Importante lembrar também que não pode ser um lugar de muita sombra. O ideal é um local com muita luz natural difusa. Em ambientes internos, precisa ficar próximo a uma janela.
Solo: Muito fértil e levemente úmido, mas não pode ser encharcado.
Adubação: Pode ser feita mensalmente com matéria orgânica (esterco, humus de minhoca, farinhas, compostagem etc.). Também pode acrescentar NPK 10-10-10, principalmente nos meses mais quentes, onde a planta cresce mais.
Velocidade de crescimento: Lenta.
Altura Máxima: Quando cultivada no vaso, fica limitada de acordo com tamanho do vaso, geralmente com atinge 1 ou 2 metros. Mas no solo, pode ultrapassar 3 metros.
Propagação: Sementes.
Rega: Vai depender muito do tamanho do vaso, mas geralmente 3 vezes por semana. Cuidado somente para não encharcar o solo.
Clima: Tropical, Subtropical.
Temperatura ideal: 27º.
Umidade ideal: 60% – 80%.
Toxidade: Não.
Ciclo de vida: Longo / perene. Vive muitos anos.

Muito utilizada na decoração de interiores, a Palmeira Leque pode ser o destaque da sua sala ou jardim de inverno.

A palmeira leque, é uma planta ornamental famosa por suas folhas grandes na cor verde brilhante com formato de leque com textura plissada.

Existem diversas espécies de palmeiras com folhas no formato de leque na natureza. Entretanto, a Palmeia Licuala é a mais famosa e mais utilizada no paisagismo. Não foi por acaso que ela incorporou o apelido de Palmeira Leque.

Essa linda palmeira se destaca muito pelo verde escuro brilhante da sua folha e por sua textura plissada. Essas duas características conferem à palmeira um visual exótico único.

Principais características da Palmeira Leque

Antes de achar o melhor lugar da sua residência para cultivar sua linda Palmiera Leque, vamos entender melhor um pouco do habitat natural dela.

Na natureza, as Palmeiras Leque vivem no coração das florestas tropicais e subtropicais da Oceania. Ou seja, na camada secundária de vegetação que se desenvolve na sombra das árvores maiores. Por isso que ela é considerada uma planta de sombra a meia-sombra. Sua folha grande e plissada é exatamente uma adaptação natural para captar mais luz solar no interior da floresta. Assim, com uma superfície de folha maior, ela consegue realizar seus processos fisiológicos com maior eficiência.

Outra característica da Palmeira Leque é que ela não tolera muito vento, suas folhas acabam rasgando com facilidade se forem expostas a ventos fortes. No interior das florestas , o vento é discipado pelas vegetação densa, por isso que ela consegue preservar suas folhas inteiras até o final da vida no seu ecosistema natural.

As palmeiras Leque também são nativas de florestas tropicais e subtropicais, então já sabemos que adoram umidade. Nesses respectivos biomas, a umidade é altissíma durante as 4 estações do ano.

Agora que já aprendemos um pouco mais sobre como as Palmeiras Leques vivem em seus ambientes, vamos escolher o lugar certo na sua casa para que ela se desenvolva bonita e viçosa, e também cumpra com seu papel de embelezar a casa.

Vamos começar pelas condições essencias que sua Palmeira vai precisar.

Luz solar difusa

Luz difusa significa claridade, ou seja, um lugar bem iluminado durante o dia, mas que não pegue sol. Assim, podemos imaginar lugares adequados para cultivar sua Palmeira Leque:
– Varandas que não peguem sol pleno.
– Jardins de inverno internos, jardins em baixo de escada, desde que tenha uma janela bem próximo.
– Salas ou outros cômodos, desde que seja bem próximo a uma janela ou outra fonte de luz solar.
– Sombra de pergolados, sombra de árvores de porte grande.

Proteção contra ventos fortes

Dentro de casa, dificilmente vento vai ser um problema. Mas em sacadas de apartamentos, o vento pode acabar rasgando as folhas da sua Palmeira.

Umidade alta

Quanto à umidade, a maioria dos biomas brasileiros já são bem úmidos, não haverá muita dificultada. O único impedimento é cultiva-la em um ambiente interno com ar-condicionado, nesse caso a umidade baixa vai prejudicar bastante sua Palmeira.

Nos ambientes com ar-condicionado, a tendência é sempre a planta ir definhando. Por mais que ela sobreviva, ela vai ficando cada vez mais fraca e feia. Mesmo com adubação, rega e luminosidade adequadas, o ar-condicionado vai detonar a planta, pois ele trabalha retirando a umidade relativa do ar, o que é péssimo para espécies tropicais.

Palmeira Licula no ambiente certo, próximo a uma fonte de luz difusa.

Posso plantar minha palmeira no vaso ?

As Palmeiras leques podem ser cultivadas em vasos sem nenhum problema, elas se desenvolvem muito bem e ficam lindas.

O única fator importante na hora de escolher o vaso é o tamanho. Lembre-se sempre que a Palmeira Leque cresce bem, pode até passar de 3 metros de altura. Então prefira vasos grandes, quanto maior o volume de terra, melhor para planta.

decoração com palmeira leque

Do ponto de vista paisagístico, leve em conta também na escolha do vaso que as folhas da Palmeira Leque são bem grandes, elas ocupam um diâmetro grande também. Portanto, o tamanho do vaso tem que ser proporcional ao tamanho da planta para a composição ficar simétrica e bonita.

Palmeira leque licuala em vaso grande na varanda
Exemplo de vaso com excelente volume de terra e tamanho proporcional

Quanto ao material do vaso (cimento, plástico, cerâmica, porcelana, entre outros), não é relevante para planta. Para ela tanto faz se o vaso é de plástico preto ou cerâmica vietnamita.

Outro aspecto importantíssimo do vaso, talvez mais importante até que o tamanho do vaso é a drenagem. Por isso, vamos reservar até um espaço de destaque para ela!

Drenagem do vaso precisa estar impecável

As Palmeiras Leque, assim como a grande maioria das palmeiras, não toleram solos encharcados. Isso faz com que as raízes apodreçam e a palmeira acabe morrendo. No caso específico da Palmeira Leque, ela gosta do solo levemente úmido, que é a condição do solo do seu habitat natural.

Isso significa, que quando você regar, a água precisa passar por toda terra do vaso e sair pela drenagem, ela não pode ficar estagnada dentro do vaso. Por isso a importância da drenagem estar impecável

Licuala dentro de casa

Como decorar usando sua Palmeira Leque

Primeiro, temos que lembrar sempre que a sua Palmeira pode chegar até 3 metros de altura e ter quase 2 de largura. Então, você vai precisar de espaço. Pense em um local que atenda todas as exigências fisiológicas que você aprendeu até agora e que tenha espaço suficiente para sua linda palmeira.

licuala grandis

A palmeira Licuala chama muita atenção pela beleza exótica da suas folhas. Portanto, busque utilizar vasos mais discretos, que não disputem a atenção com a planta. Quanto ao estilo, praticamente todos combinam com a Licuala. Vasos tradicionais de cerâmica, porcelana, cachepos de madeira, vidro com casca de pinus. Todos podem ser utilizados, deixe sua criatividade entrar em cena. Somente fique atento para o tamanho do vaso ou cahepo ser proporcional ao tamanho da sua muda, conforme você aprendeu anteriormente.

Adubação da palmeira leque

As Palmeiras Licualas gostam de solo rico em matéria orgânica. Portanto, você pode utilizar estercos bem curtidos e farinhas uma vez por mês combinado com NPK 10.10.10.

Palmeira licuala em vaso em apartamento

Rega

As Palmeiras Leque são nativas de climas tropicais, por isso estão acostumadas com ambiente bem úmido. Assim, o solo deve ficar sempre levemente úmido. Normalmente, as regas são realizadas 3 vezes por semana, mas isso vai depender muito do ambiente que sua planta e do clima da sua região.

Fique atento para não acabar encharcando o solo, nessas condições as pragas como fungos aproveitam a oportunidade e podem causar danos a sua planta.

Palmeira leque licuala em vaso abaixo da escada

Problemas mais comuns com sua Licuala

Algo que acontece muito, e acaba tirando um pouco da beleza da sua planta são as pontas das folhas secas. Isso ocorre por falta de água e umidade. Portanto, sempre que tiver oportunidade, borrife água nas suas folhas também.

Quando não estão no ambiente adequados, ou com deficiência nutricional, sua planta pode ser atacada por cochonilhas. Caso isso ocorra, você pode utilizar óleo de neem que é um inseticida natural.

Palmeira leque licuala em vaso preto

Continuar lendo