Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

O mercado de Fintechs e a importância da gestão de dados


Com soluções simples e baratas startups voltadas para o mercado financeiro vem crescendo significativamente.

A pandemia causou um pico nas transações on-line e as startups de meios de pagamentos tiveram um boom de crescimento. Conhecidas como Fintechs, empresas utilizam tecnologia para gerar soluções inovadoras nos diferentes produtos e serviços do mercado financeiro.

Já pensou em eliminar a burocracia de ter vínculos com bancos e facilitar as suas transações? As fintechs vieram para suprir essa necessidade, oferecendo um serviço de qualidade.

Buscando trazer soluções inovadoras e tecnologia para os seus usuários com um valor mais acessível as Fintechs trouxeram uma evolução para um mercado que era monopolizado por poucas marcas.

O que é Fintech?

O termo fintech surgiu da combinação de duas palavras em inglês: financial (financeiro) e technology (tecnologia). Mas o verdadeiro significado do que é uma fintech vai muito além de “tecnologia financeira”.

Não à toa que de 2015 a 2021, o número de startups financeiras mais do que dobrou, saindo de 474 empresas para cerca de 1.466 mil neste ano, segundo um levantamento da Fincatch, plataforma de avaliação de fintechs.

Fintechs são seguras?

No Brasil, o setor financeiro é controlado pelo Governo. Qualquer empresa que queira criar produtos financeiros precisa seguir normas específicas rígidas para entrar no mercado.
O Banco Central é uma das instituições que monitora e regula as atividades do setor financeiro. Muitas pessoas se sentem inseguras com fintechs, por serem empresas novas no mercado.
Uma das formas de confirmar a existência de uma Fintech é consultar o site do Banco do Brasil. Basta acessar o link e digitar o nome ou CNPJ da empresa.
Link do BB https://www4.bcb.gov.br/fis/cosif/rest/buscar-instituicoes.asp

No Brasil, há várias categorias de fintechs conheça quais são as suas vantagens e características:

Fintechs de crédito ou empréstimo

Quem já precisou de fazer um empréstimo muitas vezes enfrenta dificuldades e burocracia dos bancos e instituições financeiras tradicionais. As fintechs de empréstimo vieram para facilitar a vida do consumidor, diminuindo as taxas e desburocratizando o processo para conseguir um empréstimo. Algumas dessas empresas são Bxblue,Creditas e Geru.

Fintechs de controle financeiro

Conhecidas como fintechs de gestão financeira, elas vieram para ajudar quem precisa manter as contas em dia. Também existem alternativas para finanças pessoais, que disponibilizam controle de orçamento pessoal e uso do cartão de crédito. Exemplos desse tipo são Guia de Bolso, Organizze e Mobills.

Fintechs de investimento

Para quem busca fazer o seu dinheiro render, as fintechs de investimentos são a melhor opção. Através de algoritmos elas definem quais são as melhores opções para obter lucro. As que se encaixam nesse tipo são a Mais Retorno, SmarttBot e Magnetis.

Fintechs de criptomoedas

Com o sucesso e crescimento das bitcoins, surgiram muitas fintechs para facilitar as transações dos investidores. Muitas funcionam como corretoras de criptomoedas, como a maior plataforma de ativos digitais da América Latina, o Mercado Bitcoin.

Fintechs de crowdfunding

Empreender não é uma tarefa fácil e muitas vezes precisa de muito investimento. Aí entra o Crowdfunding, que é um meio de as empresas captarem recursos de forma coletiva.
O intuito das organizações têm como objetivo social e cultural ou almejam desenvolver uma nova tecnologia, produto ou serviço. Empresas desse segmento são: Vakinha, Catarse e Kickante.

Fintechs de pagamento

Essas empresas facilitam a vida do cliente no processo de compra e venda. A Quero 2 Pay, se encaixa nessa categoria, pois é uma fintech de meios de pagamentos por máquinas de cartão.

A empresa surgiu para suprir a necessidade de pequenos e médios empreendedores para ajudar o acesso a ferramentas tecnológicas e financeiras.Com apenas 18 meses de operações, movimentamos R$ 1 bilhão em transações.

A importância dos parceiros que garantem segurança, agilidade e eficiência

Devido às características da sua operação, com a necessidade de altíssima disponibilidade de comunicação em banda larga, protocolo de segurança de transações internacional (Certificação PCI) e ampla experiência em operações de elevada criticidade, a Quero 2 Pay encontrou na TNS a parceira ideal para prover a melhor solução em conectividade e gestão da transmissão de dados em suas transações financeiras.

A TNS atua como líder global provendo soluções de alta confiabilidade e redundância para a indústria de pagamentos e diversos ecossistemas, facilitando o processo de compra e venda para consumidores e comerciantes.

Fundada há mais de 30 anos nos Estados Unidos e operando em cerca de 63 países, possui mais de 10 anos de atuação no mercado brasileiro, garantindo serviços de qualidade e eficiência. Com uma forte atuação no pós-venda, a TNS está sempre acompanhando o crescimento e as novas necessidades da Quero2 Pay, bem como a evolução das tecnologias do mercado, para contribuir com o que é essencial para a operação de cada cliente.

Portanto, como vimos anteriormente, as fintechs são muito seguras e confiáveis. A tendência é que esse mercado se expanda cada vez mais e ofereça mais soluções eficientes para os seus usuários.



Veja mais