Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Número de empreendedores cresce no Brasil. Veja como o PagSeguro ajuda quem está começando um novo negócio


 

Em 2021, o Brasil bateu recorde de abertura de novos negócios. Foram quase 4 milhões de novos empreendedores formalizados como Micro e Pequenas Empresas ou MEI.

Esses dados reforçam a existência de um fenômeno recente: a migração de profissionais assalariados, que trabalham como CLT, para o empreendedorismo. Os motivos vão desde flexibilidade de horário até a vontade de trabalhar em um segmento que ama.

Entenda como esse fluxo de emprego vem mudando o cenário do mercado e saiba como PagSeguro pode ser um parceiro e fornecer as ferramentas necessárias para ajudar você a tomar essa decisão tão importante.

No conteúdo a seguir, confira algumas dicas para realizar essa transição com um pouco mais de segurança.

Outros artigos que podem ser do seu interesse:

De CLT para empreendedor: cenário atual no Brasil

Segundo o Sebrae, em 2021, foram 3,9 milhões de novos empreendedores. Esse número representa um crescimento de 19,8% em relação a 2020. E, quando comparado com 2018, o crescimento é de 53,9%!

Ou seja, nos últimos dois anos o número de micro e pequenos empreendedores deu um salto. Um dos motivos para isso é, segundo o próprio Sebrae, a facilidade de abrir um MEI e a redução da burocracia.

Com apenas alguns cliques no Portal do Empreendedor, é possível formalizar o negócio e abrir um MEI.

Como a pandemia influenciou o empreendedorismo?

Porém, não é só a facilidade e redução de burocracia que incentivaram essa movimentação, a pandemia estimulou o aumento dos novos empresários. Primeiro, por necessidade, já que muitas pessoas perderam o emprego e encontraram uma oportunidade no empreendedorismo.

Por outro lado, a pandemia apresentou a muitos brasileiros a possibilidade de trabalhar de casa, ter mais flexibilidade de horário e liberdade para exercer sua profissão. E, agora, com o retorno presencial, muitos desses trabalhadores estão abrindo mão do formato de CLT para empreender e conquistar essa liberdade e flexibilidade.

Entretanto, fazer a mudança não é simples e nem fácil. É preciso se planejar e entender melhor o cenário em que você irá atuar!

Por que os brasileiros estão escolhendo empreender?

Esse movimento não acontece só no Brasil. Nos Estados Unidos, são mais de 4 milhões de profissionais que abrem mão do emprego formal todo mês. Esse movimento ganhou um nome próprio: “Grande resignação”.

No Brasil, não foi diferente. Mesmo com um cenário social diferente, com um grande número de desempregados, muitos brasileiros estão preferindo seguir no empreendedorismo do que em empregos formais.

Ana Cristina Limongi-França, professora de economia da USP e da FIA, aponta a experiência do home-office como fator inicial. Afinal, os brasileiros passaram a perceber que é possível trabalhar e ter uma maior flexibilidade de horário, levando a melhor qualidade de vida.

Essas prioridades, somado à redução da burocracia na abertura de empresas, fez com que, mesmo em um momento de desemprego, o brasileiro apostasse no empreendedorismo. E se você está pensando em seguir o mesmo caminho, confira 5 dicas para começar.

5 Dicas para começar a empreender

Se você é uma das pessoas que está pensando em abrir mão do trabalho formal para investir em um sonho ou começar seu próprio negócio, confira essas dicas antes de dar o primeiro passo.

1. Conheça o mercado que você quer entrar

Antes de pedir demissão do emprego e se jogar no empreendedorismo, faça pesquisas sobre a área que quer atuar. Por exemplo, se o seu sonho é vender doces, pesquise quais empresas seriam concorrentes na região, quais os diferenciais de confeitaria você pode oferecer e quais seriam os produtos iniciais.

2. Formalize-se

Não deixe de registrar sua empresa. A redução da burocracia permite que você crie um CNPJ de forma rápida e simples pela internet. Com ele, você vai poder ter acesso a crédito para pequenos empresários, abrir uma conta para a empresa e emitir nota fiscal.

3. Faça um plano de negócios

O plano de negócios vai te ajudar a entender os objetivos e como chegar neles. Além de mostrar quais os produtos que irá trabalhar, para quem vai vender, como será a estrutura, em quais canais vai fazer divulgação e muito mais.

Com essas informações em mãos, você vai poder “partir para ação”. Por exemplo, se você sabe que vai começar vendendo apenas bolos caseiros, já pode começar a pesquisar o preço da matéria-prima com fornecedores.

4. Faça um planejamento financeiro

Esse planejamento pode estar no plano de negócios, mas ele precisa de uma atenção especial. Se você for pedir demissão e usar o valor da rescisão para começar o seu negócio, sabe que não pode desperdiçar, então, use planilhas de organização para saber quanto precisa para iniciar essa jornada.

5. Tenha parceiros de confiança

O empreendedorismo pode ser um caminho complicado. Além de lidar com as questões de produção e venda, tem também a parte de administração, gestão de estoque e financeiro. Por isso, escolha parceiros que vão te ajudar neste caminho.

Por exemplo, na hora de definir qual meio de pagamento vai usar na sua loja ou site, pense que, além de ser uma empresa de sua confiança, os clientes também precisam se sentir tranquilos na hora de pagar.

Maquininhas PagSeguro e Link de Pagamento: mais tranquilidade e confiança

Para oferecer uma compra segura ao seu cliente, você pode contar com um parceiro especializado no assunto! 

O PagSeguro é o aliado do empreendedor brasileiro. Com soluções completas para o seu negócio, unindo tecnologia, modernidade e simplicidade.

Para quem está começando agora e quer vender sem pagar aluguel, pode contar com as Maquininhas PagSeguro. Das mais práticas e leves até as mais completas, elas têm:

  • As melhores taxas;
  • Bateria de longa duração;
  • Pagamento por aproximação;
  • Impressão de comprovante;
  • Planos especiais para recebimento na hora
  • e muito mais!

E se o seu novo negócio vai apostar nas vendas online, o Link de Pagamento será seu parceiro. Com ele, você não precisa nem de site! Pode usar as redes sociais ou o WhatsApp para fazer as vendas.

Basta fazer o download do super app na loja de aplicativos e seguir o passo a passo:

  1. Na parte inferior da tela, clique em “Vendas”;
  2. Selecione a opção “Link de Pagamento”;
  3. Vá em “Criar Link de Pagamento”;
  4. Preencha as informações necessárias sobre o produto;
  5. Pronto! Agora é só compartilhar o link com os clientes

Ter um parceiro de confiança para o seu empreendimento te deixa mais tranquilo para criar um negócio de sucesso!  



Veja mais