Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Movida paga R$ 53 milhões em juros sobre capital próprio; veja condições

Brasileiros adiam consultas médicas e compras para sobreviver à crise – Money Times


11 de outubro de 2022 é a data para o pagamento dos juros sobre capital próprio. (Divulgação)

A Movida (MOVI3) pagará R$ 53 milhões em juros sobre capital próprio, valor que corresponde por ação a R$ 0,146550048, segundo comunicado desta quinta-feira (23).

A empresa diz que os membros do Conselho de Administração aprovaram hoje o pagamento dos proventos, conforme faculta o estatuto social da companhia, sujeito às seguintes condições.

Para ter direito aos valores é necessário fazer parte da base acionária da companhia em 30 de junho, quinta-feira da próxima semana, segundo a Movida.

A companhia informa que 11 de outubro de 2022 é a data para o pagamento dos juros sobre capital próprio. As ações da Movida serão negociadas ex-direito ao juros sobre capital próprio a partir de 1 de julho de 2022.

O valor dos juros sobre o capital próprio está sujeito ao imposto de renda na fonte à alíquota de 15%, exceto para os acionistas comprovadamente isentos ou imunes, ou acionistas domiciliados em países ou jurisdições para os quais a legislação estabeleça alíquota diversa.

Os acionistas isentos ou imunes deverão comprovar a sua condição até 12 de julho de 2022, encaminhando a documentação pertinente à companhia, aos cuidados do departamento de Relações com Investidores da Movida, de acordo com a Movida.

Os juros sobre o capital próprio, líquidos do imposto de renda na fonte, serão imputados aos dividendos obrigatórios relativos ao exercício de 2022, conforme artigo 9º, parágrafo 7º, da Lei 9.249/95 e item V da deliberação CVM nº 207/96, e o artigo 30, parágrafo 3º do Estatuto Social da companhia.

Segundo a Movida, os acionistas cujo cadastro não contenha CPF/CNPJ ou indicação de banco/agência e conta corrente, terão os seus direitos creditados logo após a devida regularização do seu cadastro, junto às agências do Bradesco.

“Para os acionistas que possuem suas ações custodiadas na CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia), deverão confirmar/alterar seus dados bancários e cadastrais através do seu agente de custódia”.

Veja o documento divulgado pela Movida:

Siga o Money Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas e leitores do Money Times. Nosso time traz as discussões mais importantes do dia e você participa das conversas sobre as notícias e análises de tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Siga agora a página do Money Times no Facebook!



Continue Lendo