Ministro da Educação divulga datas

Ministro da Educação, Milton Ribeiro confirmou que as versões impressa e digital do ENEM 2021 será nos dias 21 e 28 de novembro. Informações sobre a prova poderão ser divulgadas ainda nesta semana.

Provas do ENEM 2021: Ministro da Educação divulga datas
Provas do ENEM 2021: Ministro da Educação divulga datas.

O ENEM 2021 será nos dias 21 e 28 de novembro. Tanto a versão impressa quanto a digital acontecerão nas mesmas datas. A informação foi confirmada no Twitter pelo Ministro da Educação, Milton Ribeiro.

Ainda de acordo com o ministro, as inscrições poderão ser efetuadas de 30 de junho a 14 de julho na Página do Participante.

Novidades sobre a prova ENEM 2021

Na mesma publicação do Twitter, o Ministro da Educação garantiu que as informações sobre a prova poderão ser divulgadas ainda nesta semana.

Mas, dificilmente a estrutura da prova do ENEM será mudada,  Redação valendo 1000 pontos e 180 questões, 45 para cada uma das quatro áreas do conhecimento:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias.

Provas quase foram adiadas para 2022

A presidente do Conselho Nacional de Educação, Maria Helena Guimarães de Castro chegou a afirmar que o ENEM 2021 seria adiado para 2022, mais precisamente nos dias 16 e 23 de janeiro. 

De acordo com a presidente do CNE, o presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), Danilo Dupas Ribeiro havia mencionado que o adiamento seria resultado de problemas no orçamento.

Mas, Maria Helena Guimarães de Castro  voltou atrás e disse que entendeu errado, afirmando que “entendeu que a prova seria no começo do ano que vem”.

E o que aconteceria se o ENEM 2021 fosse adiado?

Bom, de acordo com Lúcia Maria Teixeira, presidente do SEMESP (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior) explica que transferir o ENEM deste ano para 2022 poderia ter os seguintes impactos:

  • Atrapalhar o uso da nota do Exame Nacional do Ensino Médio no Sisu (Sistema de de Seleção Unificada), que seleciona alunos para universidades públicas;
  • Atrasar a entrada em universidades particulares que tenham o ENEM como forma de ingresso;
  • Inviabilizar o Prouni (Programa Universidade para Todos), cuja finalidade é a concessão de bolsas de estudo e do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) que tem o propósito, como o nome já diz, de financiar o curso.

Outro problema apontado pelo SEMESP diz que jogar o ENEM 2021 para o ano seguinte pode acarretar em um gasto de R$500 milhões para as universidades federais montarem estruturas para implementarem vestibulares.

Esse gasto é porque o custo para cada aluno é de R$117 e os vestibulares das instituições públicas atingem mais de 4 milhões de pessoas. 

A preocupação com a possibilidade de adiar o ENEM era tanta que o SEMESP chegou a enviar três ofícios para o Ministério da Educação, Inep e Ministério da Economia pedindo que o ENEM 2021 fosse realizado neste ano.

Veja a justificativa da presidente do SEMESP, para o problema que representaria o adiamento da prova:

“Serão bastante graves as consequências econômicas e sociais do adiamento, que vêm se somar à preocupante crise provocada pelo corte no orçamento das universidades federais, e a um cenário ainda cheio de incertezas, com a falta de previsões concretas sobre a imunização efetiva da população contra a covid-19”.

Prepare-se para o ENEM 2021

Se você nunca fez a prova do ENEM, precisa saber que três das quatro áreas de conhecimento trazem questões de várias disciplinas, confira:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: questões de Português, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes, Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação Física;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: História, Geografia, Filosofia e Sociologia;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia.

Os assuntos que costumam ser abordados na prova do ENEM são os seguintes:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Interpretação de texto, Pontuação, Semântica, Obras literárias clássicas brasileiras, Origens do Realismo e Realismo Machadiano;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: Revolução Industrial, Primeira e Segunda Guerra, Guerra Fria, Industrialização brasileira, Sócrates e Platão, Sociologia contemporânea;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Ligações Químicas, Reações Orgânicas, Acústica, Mecânica, Calorimetria, DNA e RNA, Genética e mutações, Ciclos do carbono e da água;
  • Matemática e suas Tecnologias: Estatística, Funções, Geometria Espacial, Funções trigonométricas.

Porém, conhecer esse quadro não é suficiente. Resolver provas anteriores e fazer a redação cronometrando o tempo são importantíssimos para estudar. É preciso criar uma estratégia, confira nossas dicas de como estudar para o ENEM.

Continue Lendo

DIVULGALINK We would like to show you notifications for the latest news and updates.
Dismiss
Allow Notifications