Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Maior intervenção política na estatal pode reduzir crescimento econômico do Brasil – Money Times

Petrobras


Petrobras é somente “ponta do iceberg”, segundo Genial (Imagem: Bloomberg)

Para a Genial Investimentos, os recentes episódios envolvendo a Petrobras (PETR3; PETR4) são apenas “a ponta do iceberg” de uma série de decisões do governo que visam modificar a precificação dos combustíveis na estatal — o que pode acabar saindo pela culatra.

“Este episódio envolvendo a Petrobras é paradigmático. Ele mostra que o governo, apesar de ser o sócio controlador da empresa, não tem poder de interferir diretamente em suas políticas internas. As empresas de capital aberto, com ações negociadas nas bolsas de valores no Brasil e no exterior, precisam obedecer a restrições impostas por regulações do mercado de capitais, de seus estatutos e, no caso de empresas com participação do governo, da Lei das Estatais, aprovada no governo Temer”, explicam os analistas da corretora.

Apesar de a casa de investimentos entender que “com esta regulação mais rígida, cria-se um impasse de difícil solução” e que “por um lado, segundo os dirigentes políticos, as empresas de economia mistas deveriam ter um objetivo social”, as declarações de Bolsonaro sobre uma eventual CPI para investigar a conduta dos diretores da empresa, a renúncia do Presidente da Petrobras que deverá agilizar a posse do novo presidente já nomeado, aparentemente acalmou, mas não resolveu, a situação.

Mas isso não é tudo.

Segundo a Genial, “como empresas com sócios minoritários privados, ações nas bolsas de valores, deveriam ter por objetivo a maximização dos lucros”.

“Nem sempre estes dois objetivos são compatíveis entre si. Mudar a Lei das Estatais para facilitar a intervenção política nestas empresas será uma medida extremamente negativa para a atração de investimentos privados, desvalorização cambial, pressão inflacionária e redução do crescimento da economia. O episódio da Petrobras é só a ponta deste iceberg”, afirma a análise.

A Genial mantém as ações da PETR4 em revisão. Recentemente, em relatório enviado para clientes, a corretora afirmou que “partindo do princípio de que o período sem reajustes já é um dos maiores que a empresa enfrentou, possíveis postergações ou demoras na aprovação pelo congresso e sanção presidencial iria postergar ainda mais os reajustes e seguir pressionando o caixa da empresa”.

Disclaimer

Money Times publica matérias de cunho jornalístico, que visam a democratização da informação. Nossas publicações devem ser compreendidas como boletins anunciadores e divulgadores, e não como uma recomendação de investimento.

Siga o Money Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas e leitores do Money Times. Nosso time traz as discussões mais importantes do dia e você participa das conversas sobre as notícias e análises de tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Siga agora a página do Money Times no Facebook!



Continue Lendo