Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

IRB (IRBR3) perde R$ 1,70 do preço-alvo do Safra com recuperação cada vez mais atrasada – Money Times

IRB (IRBR3) perde R$ 1,70 do preço-alvo do Safra com recuperação cada vez mais atrasada – Money Times


O Safra cortou o preço-alvo do IRB (IRBR3) de R$ 4,8 para R$ 3,10, incorporando um cenário macroeconômico mais severo e uma taxa de desconto mais estressada. A recomendação é neutra.

Segundo os analistas, os resultados têm decepcionado as estimativas, sugerindo que a recuperação da companhia está demorando mais do que o esperado.

Apesar de ter aumentado as estimativas de receita, os sinistros altos ainda pesam, coloca o Safra.

“Portanto, diminuímos fortemente nossas estimativas de lucro para este ano e reduzimos ligeiramente para 2023”, completa.

Além disso, o Safra derrubou em 71% a estimativa para o lucro líquido do IRB em 2022.

“Aumentamos o custo de capital próprio do IRB para 13,3%, após um aumento de 50 bps (pontos-base) em nossa premissa de Taxa Livre de Risco, refletindo o ambiente geral de risco mais alto no Brasil”, completa.

Pelos cálculos dos analistas, a resseguradora está sendo negociado a 0,9x P/VP (preço sobre valor patrimonial) para 2022, em linha com empresas globais do segmento com operação local no Brasil.

“Diante dos resultados operacionais ainda pressionados, a exigência de capital do IRB se deteriorou nos últimos trimestres. O IRB está analisando algumas alternativas para levantar capital, como a venda de ativos, ou emissão de dívida, ou mesmo aumento de capital”, lembra.

Em outro relatório, o BB Investimentos também demonstrou preocupação com o empresa.

“O patamar de sinistralidade, crucial para entendermos a sustentabilidade do negócio em si, permanece em níveis punitivos aos resultados da companhia e, mesmo quando expurgados os efeitos dos contratos descontinuados (run-off), o prognóstico para essa dinâmica não anima”, colocam os analistas Rafael Reis e Luan Calimerio.

Principais riscos do IRB

O Safra reitera que as preocupações com o ritmo de recuperação operacional da empresa ainda são os principais riscos de curto prazo da tese do IRB.

Além disso, banco levanta quatro riscos que a empresa oferece. Veja:

  1. Uma queda acentuada nas taxas de juros deve trazer redução do resultado financeiro;
  2. Ambiente competitivo;
  3. Aumento da taxa de sinistros;
  4. Risco político envolvendo golden share.

Participe do grupo Comprar ou Vender no Telegram!

Faça parte do grupo do Comprar ou Vender no Telegram. Você tem acesso em primeira mão às principais indicações de investimentos dos analistas brasileiros e estrangeiros e ainda participa das discussões sobre os temas. Entre agora para o nosso grupo no Telegram!



Continue Lendo