iPad Pro de 12,9″ com M1 passa por teste de resistncia e surpreende por no rachar ao meio

A Apple apresentou os novos modelos de iPad Pro com o surpreendente e poderoso chip M1, visando facilitar e baratear os custos de fabricação ao invés de apresentar um novo processador redesenhado. Além da implementação do display mini-LED no novo modelo de 12,9 polegadas, a Apple também apresentou pequenas mudanças em estrutura que tornou os modelos de 2021 mais grossos.

Com isso, o Zack Nelson do canal JerryRigEverything colocou as suas mãos (e estiletes) no iPad Pro de 12,9″, confirmando que a Apple realmente melhorou a construção do aparelho.

Enquanto o painel frontal e acabamento na traseira e laterais continuam riscando dentro do esperado, uma vez que nenhuma mudança foi feita no vidro e na tampa de metal, vemos o display mini-LED sendo queimado e se recuperando após alguns segundos.

A tecnologia mini-LED mantém a tecnologia LCD, mas agora com regiões de brilho para um controle maior de contraste, desligando a tela em regiões com preto puro, assim como o OLED, mas garantindo um excelente nível de brilho, que chega a um pico de 1.600 nits.

Por fim, como sempre, o tablet é exposto ao teste mais crítico: o de dobra. E por incrível que parece, ele sobrevive! Apesar de estar seriamente danificado, a estrutura continua sendo uma só e o dispositivo não racha completamente o display, como aconteceu com o iPad Pro de 12,9″ de 2020.

De qualquer forma, sabemos que a estrutura do iPad Pro, pelo tamanho e espessura, não é feito para ser resistente a pressões tão extremas, como alguém forçando o dispositivo a ser quebrado ao meio ou alguma pessoa sentar sem querer em cima dele. Mas é bom saber que a Apple melhorou um pouco a estrutura em relação ao ano anterior.

Continuar lendo >>