Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Instagram testa recurso que permite copiar formatos de outros Reels


O Instagram começou a testar um recurso que permite aos criadores produzirem vídeos do Reels a partir de materiais já existentes. A ideia seria inspirada nos modelos do TikTok, que permite ao usuário inserir fotos e vídeos em formatos predefinidos.

A opção surge logo acima do nome do usuário, acompanhada do ícone da câmera e o texto “Use as template” (Usar modelo, em tradução livre). Aparentemente, somente os vídeos permitidos pelo criador poderão ser definidos como modelo, logo é pouco provável que vídeos complexos estejam disponíveis para uso.

Se essa opção aparecer para você, significa que está entre os selecionados para o teste (Imagem: Reprodução/Business Insider)

O modo Templates está liberado apenas para um pequeno grupo de criadores e somente em fase beta experimental. O objetivo é simplificar a criação de Reels para quem é menos familiarizado ou acelerar o processo criativo com um modelo pré-pronto.

Uma porta-voz da Meta teria confirmado o desenvolvimento do recurso, mas não deu detalhes de como funcionará nem quem são os contemplados. Por ser algo ainda em fase inicial, é pouco provável que o Instagram traga detalhes neste momento.

Uma funcionalidade em aprimoramento

O desenvolvedor e leaker Alessandro Paluzzi já tinha visto esse experimento em códigos de uma versão de testes do app em janeiro. Na visualização de Paluzzi, o mesmo modelo era apresentado em opções com tempo entre 0,3 e 1,2 segundo. A estrutura do vídeo original, como áudio e outros elementos, se manteriam os idênticos para servir como um ponto de partida.

É importante destacar que esta é uma funcionalidade para o Reels, diferentemente dos templates já existes para os Stories. No formato de vídeos efêmeros, é possível fazer montagens com fotos automaticamente para compartilhar com seus amigos.

Luta por conteúdo original

Os concorrentes do TikTok tentam a todo custo copiar suas funcionalidades e trazer algumas coisas exclusivas para tentar se destacar. O Reels é um exemplo, embora tenha se tornado um repositório de conteúdos produzidos no rival. A razão para isso é simples: as ferramentas de vídeos curtos da ByteDance são mais avançadas e simples de lidar, mas a companhia de Mark Zuckerberg não entrega os pontos.

O chefe do Instagram, Adam Mosseri, parece estar disposto a obrigar o usuário a produzir materiais voltados para sua plataforma. Em anúncio recente, ele disse que pretende criar um ranking de originalidade para potencializar a exibição de vídeos exclusivos e reduzir o alcance de cópias ou compartilhamentos.

Fonte: Business Insider  





Veja mais