Índices futuros americanos e bolsas europeias têm leve alta em semana de recuperação após anúncios do Fed

[ad_1]

Os índices futuros americanos têm leves altas nesta quinta (24), enquanto as bolsas europeias também sobem. As bolsas asiáticas fecharam sem sentido definido.

Na quarta-feira (23), o índice S&P registrou queda de 0,1%, interrompendo a trajetória de alta dos dois primeiros dias da semana; o Dow perdeu 0,2%; enquanto que o Nasdaq ganhou 0,1%, fechando novamente em nível recorde.

De 11 setores cobertos pelo S&P, 8 fecharam no vermelho, com destaque para o de serviços, que teve queda de 1,1%. Empresas do setor de energia, como Exxon Mobil, Occidental Petroleum e Devo Energy fecharam, no entanto, em altas, assim como empresas do setor de tecnologia, como Tesla e Netflix.

Nesta semana, os três principais índices americanos acumulam alta de 1%. Na anterior, haviam tido desempenho negativo, após o Federal Reserve elevar suas expectativas para inflação, e sinalizar a possibilidade de elevar juros já em 2023.

Na terça, testemunho do presidente do Fed, Jerome Powell, ao Congresso, reiterou que as pressões inflacionárias devem ser temporárias, o que tem contribuído para melhorar o desempenho do mercado.

Os investidores aguardam novos dados de pedidos de seguro-desemprego nos EUA a serem divulgados na quinta-feira, assim como a última estimativa do PIB americano do primeiro trimestre. Além disso, os resultados do teste anual de estresse bancário do Fed estão programados para serem divulgados após o fechamento do mercado.

As bolsas asiáticas fecharam sem resultado definido na quinta. Na China continental, o Shanghai composto fechou estável, em 3.566,29; em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu mais de 0,2%; no Japão, o Nikkei fechou o dia estável, em 28.875,23; na Coreia do Sul, o Topix avançou 0,3%.

Na Europa, o índice Stoxx600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,4%, com destaque para os setores de serviços financeiros e tecnologia subindo 0,7%. Empresas de telecomunicação, por outro lado, têm queda de 0,4%.

Nesta quinta, o Banco da Inglaterra anuncia sua decisão mais recente sobre a taxa de juros. A expectativa é de que a instituição mantenha as taxas, nos menores patamares históricos, além de seu programa de compra de títulos. Também é possível que o banco central indique um ajuste para o ano que vem.

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.



[ad_2]

Continue lendo