Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Ideias para salvar o planeta e invenções sensacionais!


Ciência e tecnologia são capazes de tornar a Terra um lugar melhor, tanto para nós que habitamos no presente, quanto para futuras gerações. À medida que a crise climática piora, cientistas e startups pensam em soluções criativas para diminuir o lixo poluindo as águas e o ar.

Pensando na importância desse esforço todo, selecionamos invenções incríveis que, se aplicadas em grande escala, podem nos dar esperança em relação ao aquecimento global, poluição e outros problemas ambientais que o mundo enfrenta. Confira nossa lista de 20 ideias para salvar o planeta!

1. Sacola “plástica” biodegradável

A primeira das invenções para salvar o mundo coloca em foco um item que muitos usam diariamente: sacolas plásticas. Os números não mentem, são feitas cerca de 56 trilhões de sacolas por ano globalmente. Isso é bem ruim porque os combustíveis fósseis usados na produção do item acabam chegando aos oceanos, onde ele é confundido como alimento e mata a vida marinha.

Como solução, a Avani (empresa de ecotecnologia com sede em Bali, na Indonésia) apresentou uma “sacola plástica” ecológica. Colocamos as aspas aqui pois ela é feita de mandioca. Ou seja, 100% biodegradável e solúvel em água, sem deixar de lado a resistência necessária para segurar os mantimentos.

2. Tecnologia que livra os oceanos de plástico

O que fazer para salvar o planeta? Todo ano, 14 milhões de toneladas de plástico acabam no oceano. Diante dessa quantidade absurda, pode ser difícil encontrar respostas para uma pergunta tão difícil. Porém, uma organização ambiental de engenharia, a The Ocean Cleanup, desenvolveu uma tecnologia para extrair essa poluição e interceptar o plástico nos rios antes mesmo que ele chegue até o oceano.

A organização fundada em 2013 por Boyan Slat, um inventor-empresário holandês, realiza pesquisas científicas sobre a poluição plástica oceânica. O sistema consiste em uma barreira flutuante na superfície da água que coleta detritos marinhos. O objetivo do projeto é colocar 60 desses sistemas pelo mundo, com capacidade de limpar 50% dos detritos da Grande Porção de Lixo do Pacífico (a maior das cinco zonas de acumulação de plástico offshore nos oceanos do mundo) em cinco anos.

O projeto também tem a iniciativa “Interceptor“, equipamento que evita a entrada de lixo dos rios nos oceanos. Segundo a organização, aproximadamente 1.000 rios são responsáveis ​​por 80% da poluição global por plásticos nos oceanos. Neste sistema, a corrente da água leva o plástico para uma correia transportadora com rede, onde a água é filtrada e retorna para o rio. Já o plástico vai para um ônibus que despeja os resíduos em lixeiras a bordo. A capacidade de coleta é de 50 a 100 toneladas de lixo por dia.

3. Couro feito de abacaxi

Aposto que você tem um amigo que já recomendou couro vegano para você, mas e feito de abacaxi? Essa é a proposta da Piñatex, que usa resíduos de folhas da fruta para criar o “tecido”, já que a indústria de abacaxi produz globalmente 40 mil toneladas de resíduos a cada ano, sendo geralmente deixados para apodrecer ou queimados.

A idealizadora, Carmen Hijosa, trabalhava como consultora na indústria de artigos de couro nas Filipinas na década de 1990. Lá, observou que o couro produzido era de baixa qualidade, ambientalmente insustentável e envolvia um processo de produção perigoso para quem trabalha na indústria. Bom para os animais, trabalhadores e para o meio ambiente!

4. Embalagem de cogumelo

Ao contrário do isopor, o Mushroom Packaging é um material 100% biodegradável e renovável, pois vem diretamente da natureza: raízes de fungos e resíduos da agricultura. Ao usar o poder de crescimento idos cogumelos, essas embalagens são fabricadas com uso mínimo de energia.

Não é preciso luz, água ou aditivos químicos. O micélio (conjunto de hifas de fungos multicelulares) cresce ao redor dos resíduos até a forma de embalagem desejada. Depois de uma semana, o crescimento é interrompido por um processo de secagem e tratamento térmico. Assim nasce a embalagem feita de cogumelos, com propriedades de material parecidas às dos plásticos de espuma sintética, como o isopor.

5. Garrafas plásticas transformadas em tecido

Mais um incrível exemplo de tecnologia sustentável, o REPREVE é um tecido de última geração feita de todos os tipos de materiais reciclados, incluindo garrafas plásticas. Quem fabrica é o Unifi, que já conseguiu reciclar mais de 31 bilhões de garrafas plásticas em todo o mundo.

A primeira parte do processo consiste em mandar as garrafas plásticas recicladas e resíduos pós-industriais (incluindo os da própria empresa) para uma esteira transportadora onde são classificadas e limpas. Depois disso, são cortadas em flocos, que passam por diversas fases de derretimento. A última etapa é a texturização por jato de ar, que altera a forma física da fibra.

Assim, a REPREVE está presente em roupas de qualidade de muitas marcas, como Patagonia, Quiksilver e Roxy, Guess, Aeropostale, Volcom, entre outras. Artigos para casa, calçados e até mesmo itens automotivos também aderem a essa tecnologia sustentável, como a Ford, que a utiliza para fazer interiores de carros.

6. Lixo residencial vira gás de cozinha

Que tal transformar o lixo da sua casa para abastecer seu fogão a gás? O HomeBiogas 2.0 é uma espécie de pequena barraca que pode ser montada na área externa, tipo o jardim ou quintal, onde você vai colocar seus restos de comida. Com a ajuda das bactérias metanógenos, os resíduos alimentares são transformados em gás que pode ser usado no fogão para cozinhar os alimentos.

O sistema autônomo de digestão anaeróbia trata os resíduos orgânicos (restos alimentares, esterco animal e fezes humanas) de maneira adequada. O resultado da decomposição é o biogás e efluente orgânico líquido. Além de ser uma das grandes ideias para salvar o planeta, também gera economia!

7. Anéis de embalagens para bebidas ecológicos

Quase metade dos resíduos plásticos gerados em todo o mundo vem de embalagens plásticas, que em sua maioria não são biodegradáveis. O Eco Six Pack Ring (E6PR) é um daqueles anéis de seis embalagens, comumente usado no transporte de bebidas. A diferença é que resíduos de fabricação de cerveja fazem parte da sua composição. Perfeito para substituir anéis de plástico ambientalmente problemáticos!

São usados resíduos de trigo e cevada de cervejarias, junto a outros materiais compostáveis, suportando altos níveis de umidade e o peso das latas contidas. Assim, o E6PR não é prejudicial se for ingerido por animais e se degrada em questão de semanas se deixado no meio ambiente. Tem sido usado por cervejarias artesanais dos EUA, África do Sul, Austrália, Polônia, Escócia e Ilhas Salomão. A Corona foi a primeira grande empresa de bebidas a usá-lo.

8. Garrafas de cerveja transformadas em areia

Você sabia que estamos ficando sem areia? Pois é, isso acontece pelo seu alto uso na construção civil e pavimentação de estradas, por exemplo. Desta maneira, dois terços das prais do mundo estão recuando. Enquanto a maioria das garrafas se acumulava em aterros sanitários, sem melhor aproveitamento, uma empresa da Nova Zelândia apresentou uma das ideias para salvar o planeta.

Surgem as Beer Bottle Sand Machines, máquinas que transformam garrafas em material parecido à areia. O processo começa com um laser que aciona uma roda de pequenos martelos de aço girando a 2800 rpm. Um sistema a vácuo remove a poeira de sílica e o rótulo enquanto a garrafa é pulverizada. São 200 gramas de material substituto da areia em apenas 5 segundos.

9. Correnteza de rios como fonte de energia

O Brasil é um dos maiores produtores de energia hidrelétrica, porém, as estruturas usadas têm grandes impactos socioambientais. Logo, é preciso encontrar alternativas de tecnologia sustentável. É aí que entra o Waterotor, uma espécie de micro usina capaz de potencializar a produção de energia sem causar danos ao meio ambiente.

A responsável por essa tecnologia sustentável é a empresa Waterotor Energy Technologies. Ela consiste num dispositivo que gera energia hidrocinética. Em outras palavras, ele usa a correnteza dos rios, por meio de turbina rotativa que fica na água em movimento lento e coleta energia para gerar eletricidade. Isso é ótimo porque evita a construção de barragens e outras estruturas que afetam negativamente o meio ambiente.

10. Tecnologia para limpar oceanos

Quando pensamos em “o que fazer para salvar o planeta”, muitas das iniciativas estão ligadas ao oceano. Criado em 2016 pelo australiano Pete Ceglinski, o Seabin Project usa um equipamento que parece um sugador para limpar oceanos, operando atualmente em mais de 53 países. Baseado na tecnologia oceânica e sistemas de dados de saúde marinha, o objetivo do projeto é remover e impedir que a poluição entre em nas águas, além de impulsionar mudanças comportamentais em terra.

Sim, eles acreditam que a solução final é conscientização, educação, prevenção, política e mudança de comportamento. Desde sua criação, a plataforma tecnológica evoluiu para uma oferta de serviço completo, incluindo envolvimento da comunidade, dados marinhos, serviços ambientais e relatórios de impacto para informar e orientar futuras políticas de saúde oceânica para cidades e governos. Sem contar que mais de 1.400 toneladas de poluição estão sendo removidas da água pela frota global da Seabin todos os anos. Incrível!

11. Sujeira da água

Imagina só, pegar uma porção de água extremamente suja e imprópria para consumo, vendo-a se tornar limpa e potável em questão de segundos. Esse é o poder do PolyGlu, um coagulante feito de soja fermentada. Ele se mistura entre a sujeira e os poluentes, fazendo com que a sujeira se separe e afunde.

Um grama desse pó pode tratar até 5 litros de água poluída, sendo uma das grandes ideias para salvar o mundo já que pode ajudar a melhorar a qualidade da água em países do terceiro mundo.

12. Painéis solares transparentes

Com potencial de ser um divisor de águas em termos de ampliação do escopo da energia solar, Solar Transparent é uma tecnologia de ponta que capta e utiliza a energia luminosa por qualquer superfície de vidro. Ou seja, seria possível gerar eletricidade a partir de janelas em escritórios, casas, teto solar de carros e até smartphones.

Foi em 2020 que os pesquisadores nos EUA e na Europa alcançaram total transparência para o vidro solar. Isso era um desafio é uma ideia contraintuitiva. As células solares absorvem a luz solar (fótons) e converte-os em energia (elétrons). Se um vidro solar é transparente, a luz do sol passará pelo meio, mas a nova tecnologia está mudando como as células solares absorvem a luz. É provável que essa recente invenção seja o pontapé de uma revolução da energia limpa!

13. Pílulas de pasta de dente sustentáveis

As pílulas de pasta de dente são pequenos comprimidos que espumam e rapidamente se tornam pasta de dente quando você os mastiga. Eles são armazenados em uma garrafa de vidro, estando disponíveis em duas variedades: Menta Naturalmente Clareadora e Menta Fresca com Carvão Ativado.

Sabe por que isso é legal? Os tubos de pasta de dente são incrivelmente difíceis de reciclar e, portanto, acabam em aterros sanitários. Viu como itens do dia a dia estão cada vez mais sustentáveis ​​graças às ideias para salvar o mundo?!

14. Carregamento de dispositivos elétricos sem eletricidade

Agora, vamos falar de uma maneira inovadora de carregar dispositivos elétricos. Por mais que a energia elétrica seja uma forma eficiente de energia, o uso do Waterlily Micro Turbine permite que os usuários continuem navegando, conversando ou filmando em qualquer lugar, sem precisar recorrer a uma tomada.

O dispositivo possui dupla função: usa energia eólica ou hídrica para recarregar seu smartphone ou GoPro, por exemplo. É perfeito para campistas, caminhantes, remadores, ciclistas e qualquer pessoa que esteja frequentemente no lado de fora de ambientes, por conta de sua portabilidade também. Desta maneira, a turbina permite a coleta energia limpa e sustentável de seu ambiente natural!

15. Chuveiro que cria sensação de mais água

Nebia by Moen é um chuveiro spa que se diferencia entre seus semelhantes ao usar um sistema exclusivo de entrega de água que garante maior pressão. Além disso, ele também dobra a cobertura de água dos chuveiros tradicionais. A experiência de banho superior é dada por meio da atomização, o processo de quebrar a água em minúsculas gotículas.

Toda essa tecnologia de spray patenteada da Nebia by Moen cria a sensação de mais água, enquanto, na verdade, usa 45% menos quando comparado a um chuveiro padrão. Merece um lugar entre as invenções para salvar o mundo!

16. Forno solar portátil

Quem adora ficar no comando do churrasco, geralmente, conhece profundamente os princípios da madeira e do carvão. Porém, a queima de tais combustíveis não é boa para o meio ambiente. Por isso que uma grande solução para a atividade é a luz do sol! A GoSun é uma empresa que usa energia solar para cozinhar, iluminar e muitas outras coisas. Ou seja, referência em tecnologia sustentável!

Ao combinar o design de tubo evacuado com um sistema de backup elétrico para permitir o cozimento após o pôr do sol, o GoSun Fusion é um fogão solar híbrido – funciona com a energia da luz do sol, além de ter uma bateria de lítio carregada por um painel fotovoltaico durante o dia. Ele é portátil, pode ir até mesmo numa mochila para algum acampamento. Com uma caixa externa e pesando pouco menos de dois quilos, o forno cozinha refeições ou ferve sua água para o café da manhã, usando apenas a luz do sol.

17. Ar poluído vira tinta de caneta

Uma caneta bastão que aplica tinta feita por meio da coleta de poluição? Temos! Ao utilizar o Kaalink, um dispositivo que filtra a fuligem lançada por veículos, descobriram um jeito de transformar as partículas que poluem o ar em tinta para caneta. O primeiro passo é reter as partículas que saem dos escapamentos, incluindo micro partículas nocivas à saúde. Vale frisar que o Kaalink consegue captar até 95% delas.

A Graviky Labs teve a ideia a partir de um experimento em que hackearam uma ferramenta para capturar a fuligem de uma vela acesa e usaram os solventes mais próximos disponíveis, vodka e óleo vegetal. Após alguns anos, o resultado é a Air-Ink, uma tinta completamente atóxica e que preenche uma caneta após 45 minutos de emissões veiculares capturadas. Quanto mais tinta, menos poluição!

18. Piso que transforma passos em energia limpa

Se você achou que ideias para salvar o planeta não poderiam ficar mais criativas, olha só o piso que transforma a energia mecânica dos passos em energia elétrica. O fundador e CEO da Pavegen, Laurence Kemball-Cook, desenvolveu placas triangulares que contêm geradores individuais e se encaixam formando um piso, onde cada uma é capaz de captar sete watts por pisada.

Ao receber o impacto do passo, pequenas rodas destes geradores são acionadas e giram em alta velocidade. A energia gerada é enviada e armazenada em uma bateria, podendo abastecer escritórios, shopping centers, bairros iluminados, jogos esportivos ou festivais de música.

Os pisos Pavegen já foram instalados em diversos locais da Inglaterra, como o Aeroporto Internacional de Heathrow, universidades e ruas de grande circulação. As instalações também foram realizadas em outros países da Europa, Ásia, América do Norte, América Central e América do Sul. Tecnologia sustentável de primeira!

19. Drones que plantam árvores

A startup Flash Forest criou drones aéreos para plantar árvores 10 vezes mais rápido do que um trabalhador plantando com pás. O objetivo é plantar 1 bilhão de árvores até 2028. Como? Modificando as máquinas para lançar sementes de árvores que germinam rapidamente no solo! Eles são equipados com um sistema de disparo pneumático que permite colocar as vagens de plantio na profundidade ideal no solo e entram em áreas mais complicadas onde plantadores humanos não chegam.

Entre as invenções para salvar o mundo, essa ideia combina tecnologia, software e ciência ecológica para suprir uma demanda de esforço absurda no reflorestamento. Além de ser incrível, também custa menos! O trabalho é realizado a um custo 80% mais barato do que os métodos tradicionais de plantio de árvores.

20. Rodovias feitas de plástico reciclado

Por fim, mas não menos importante, a tecnologia sustentável que promete reduzir o tempo de construção de estradas para intervalos de dias, ao invés de meses. PlasticRoad, uma estrutura modular de pavimentação feita de plástico reciclado. Por conta de sua composição, ela possui uma pegada de carbono bem menor do que as estruturas rodoviárias tradicionais e garante maior vida útil.

A estrutura também possui um espaço oco que pode ser usado para armazenar temporariamente a água, evitando a inundação com chuvas de grande volume. Outros benefícios envolvem reduções de custo, tempo e barulho associados à escavação, já que o espaço oco também pode ser utilizado para instalação de cabos e tubulações. É uma notável ideia entre as invenções para salvar o mundo, afinal, há uma série de impactos ambientais relacionados à construção de rodovias.

E aí, qual é a sua invenção favorita entre as ideias para salvar o planeta?

Veja mais

Já que estamos falando sobre ideias para salvar o planeta, aproveite para conferir uma de suas infinitas belezas na matéria Veja como foi o eclipse total da Lua.

Fontes: The Insiders, CNET





Veja mais