Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Governo zera Imposto de Importação sobre produtos de informática e outros itens


O Ministério da Economia publicou, na edição desta terça-feira (10) do Diário Oficial da União (DOU), três decretos que zeram a alíquota do Imposto de Importação (II) sobre produtos de informática, telecomunicações, peças de automóveis e ferramentas até 31 de dezembro de 2025.

Os documentos acrescentam e excluem produtos já listados antes em três resoluções, uma de dezembro de 2021 e duas de abril de 2022. Alguns dos itens que ganharam isenção de imposto foram impressoras multifuncionais, computadores portáteis para uso industrial, servidores, rádios e antenas GPS.

Segundo o texto das resoluções, a determinação partiu do comitê executivo de gestão da Câmara de Comércio Exterior, órgão vinculado ao ministério. Os itens foram reclassificados como ex-tarifários, ou seja, contarão com uma redução temporária dos tributos.

Imposto de Importação está previsto no artigo 153 da Constituição (Imagem: RoseBox/Unsplash)

O Imposto de Importação está previsto no artigo 153 da Constituição brasileira e existe para proteger o mercado brasileiro da concorrência de produtos internacionais. Ele é cobrado pela União quando um produto estrangeiro entra em território nacional para ser comercializado no país

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo na segunda-feira (9), o governo federal planeja um corte de 10% na tarifa de importação praticada atualmente pelo Brasil. O plano é isentar 11 tipos de produtos do imposto de importação, incluindo o aço e itens da cesta básica. A lista completa ainda não foi divulgada. Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, seria para conter a alta da inflação no país, que levou a taxa Selic a 12,75%, maior aumento desde 2017.

Fonte: Correio do Povo, Diário Oficial (1, 2, 3), Folha de S. Paulo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.



Veja mais