Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

GM pode voltar à Europa focada 100% em carros elétricos


A crescente demanda por carros elétricos no mundo pode fazer com que muito em breve a General Motors retome seus negócios na Europa. Quem fez essa revelação foi ninguém menos do que Mary Barra, CEO da GM, durante uma aparição na Milken Global Conference em Los Angeles.

“Cerca de cinco anos atrás, vendemos nosso negócio Opel para o que agora é Stellantis e não temos nenhum remorso de vender um negócio de combustão interna. Mas estamos avaliando a oportunidade de crescimento que temos agora, porque podemos voltar a entrar na Europa como um player totalmente elétrico, e estou ansiosa por isso”.

A GM deixou o mercado da Europa em 2017, quando vendeu suas marcas alemãs Opel e Vauxhall por aproximadamente US$ 2,2 bilhões e passou a focar prioritariamente nos mercados das Américas e da Ásia, mais especificamente da China.

Agora, com a mudança de cenário, a volta ao continente europeu é vista com bons olhos pela montadora. Até porque, segundo o diretor sênior da corporação, David Barnas, a marca nunca “abandonou completamente” a região.

Planos da GM incluem eletrificar toda a linha Cadillac até 2030 (Imagem: Divulgação/Cadillac)

“Continuamos vendendo Corvette e Cadillacs e vemos a Europa como uma oportunidade para nossos carros elétricos e negócios de mobilidade avançarem”, resumiu Barnas, praticamente em coro com Mahmoud Samara, recentemente eleito presidente e diretor administrativo da GM Europa.

GM prepara Cadillac elétrico

Samara revelou que o negócio de mobilidade da GM incluirá, além do portfólio de veículos elétricos e autônomos, softwares novos e inovadores, tecnologia autônoma e serviços de frete e logística. Também está sendo estudada uma linha 100% elétrica da Cadillac até 2030.

“Nos próximos meses, nossa equipe desenvolverá nossos planos para levar nossos melhores produtos e serviços aos clientes na Europa”, concluiu o executivo, lembrando que a Europa é o segundo maior mercado de veículos elétricos do mundo, atrás apenas da China, país em que a GM já tem uma forte presença.

Fonte: Detroit Free Pass



Veja mais