faber-castell-investe-em-startup-que-realiza-gamificacao-do-aprendizado

Faber-Castell investe em startup que realiza gamificação do aprendizado

A Faber-Castell colhe os frutos de uma parceria com a edtech (startup de educação) Jovens Gênios para avançar na digitalização. Segundo a Época Negócios, a união teve início no final do ano passado e consiste em usar os recursos de inteligência artificial e gamificação da startup para incrementar os programas da fabricante de material escolar voltados ao aprendizado de jovens.

  • Startups de educação crescem 28% durante pandemia e recebem US$ 525,6 mi em 2021
  • Startups se unem para se tornar potência em educação de tecnologia no Brasil
  • Startup chilena lança plataforma gratuita que ajuda estudantes para o Enem

Em troca, a Jovens Gênios conta com a mentoria e o dinheiro da Faber-Castell para acelerar seu crescimento. A pequena empresa carioca surgiu em 2017 e em março deste ano recebeu um aporte pre-seed (para iniciar o negócio) de R$ 432 mil do fundo anjo da Domo Invest. Agora espera fechar o ano que vem com um faturamento acima de R$ 10 milhões.

A inteligência artificial da edtech é empregada em métodos de ensino com gamificação e oferecem um processo de aprendizagem personalizado aos estudantes. “Combinamos algoritmos de machine learning [aprendizado de máquina, quando o computador aprende sozinho rotinas com o tempo] com teorias pedagógicas e científicas para identificar as habilidades de cada estudante e recomendar tarefas. É um jeito divertido e individualizado de aprender”, diz Bernard Caffé, CEO da edtech.


Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.

A Jovens Gênios foi descoberta no Programa Scale-Up do fundo Endeavor (Imagem: Reprodução/stem.T4L/Unsplash)

A Faber-Castell mantém relacionamento com mais de 10 mil escolas em todo o país e criou uma área de capital de risco corporativo para descobrir boas ideias em diferentes setores da economia criativa, como mídia, cultura, design, software e outras. A Jovens Gênios foi descoberta no Programa Scale-Up do fundo Endeavor, que teve patrocínio da empresa centenária. A ideia é investir em 12 empresas de alto crescimento por quatro meses.

As duas empresas tecem elogios à parceria. “Trabalhando com as edtechs, reforçamos ainda mais o propósito de mudar o mundo por meio da educação e da criatividade”, diz Bruna Tedesco, diretora de inovação e novos negócios da Faber-Castell. “Para nós, esse relacionamento significa uma troca constante de mentorias e vivências, de uma empresa de quase 300 anos para outra de três”, diz Caffé, que afirma também que o faturamento da Jovens Gênios cresceu sete vezes desde o começo da parceria.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

  • 10 atores de Harry Potter que já morreram
  • Garimpeiro procurava ouro mas acabou encontrando um meteorito ainda mais valioso
  • Nosso cérebro encolheu ao longo dos últimos milênios; o que isso significa?
  • Arcane: as referências e easter eggs na série de LoL da Netflix
  • Blade Runner e Alien vão ganhar séries de TV, e elas já estão em andamento