Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

EUA oferecem recompensa de até US$ 10 milhões por cibercrimosos do grupo Conti


O Departamento de Estado dos EUA anunciou que estará dando recompensas de até US$ 10 milhões por informações que ajudem a identificar indivíduos chaves na operação da gangue de cibercriminosos Conti — responsável por um ransomware que, segundo a autoridade estadunidense, é a ameaça virtual que mais gera prejuízos para as vítimas já documentada.

O ransomware do grupo russo Conti absorveu em 2021 as operações do TrickBot, e vem sendo um perigo mundial principalmente em relação à exfiltração de dados de suas vítimas. Segundo o Departamento do Estado dos EUA, a ameaça, até janeiro de 2022, já havia afetado mais de mil organizações, com os valores para resgate cobrados superando a média de US$ 150 milhões.

No começo do conflito no leste europeu, entre Rússia e Ucrânia, o grupo Conti declarou apoio à nação russa — o que resultou no vazamento público de comunicações internas da gangue, além do código-fonte do agente ransomware utilizado pelos criminosos. Mesmo assim, a atividade do grupo não diminuiu, assumindo a autoria em abril de um ataque que afetou as redes governamentais da Costa Rica.

Além dos US$ 10 milhões máximos, o Departamento do Estado também estará recompensando mais US$ 5 milhões por informações que levem à prisão ou condenação de indivíduos que possam estar tentando se afiliar com o grupo.

EUA vem intensificando combate a ransomware

EUA vem intensificando o combate ao ransomware desde 2021. (Imagem:Reprodução/ESSET)

Essa não é a primeira vez que o governo dos EUA está oferecendo recompensas por informações que auxiliem a identificar indivíduos envolvidos em operações cibercriminosas. Em novembro passado, as autoridades estadunidenses também prometeram recompensas para quem oferecesse dados sobre agentes associados dos ransomware DarkSide e REvil, responsáveis por alguns dos ataques mais críticos em 2021, como o da Colonial Pipeline, que deixou parte da nação norte-americana com problemas de fornecimento de combustível temporariamente.

Essas iniciativas fazem parte do esforço dos Estados Unidos em combater as ameaças digitais, em especial o ransomware. No ano passado, o país anunciou uma união com mais 30 países buscando intensificar o processo de defesa e punições contra os responsáveis por esses crimes — que, entre seus principais objetivos, visa estabelecer diretrizes para proteção contra os golpes de sequestro digital.

Fonte: The Hacker News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.



Veja mais