Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Dia da enfermagem: qual o papel dos enfermeiros na saúde digital?


Nesta quinta-feira (12), comemora-se o Dia Internacional da Enfermagem, por ser o aniversário da britânica Florence Nightingale, considerada como a mãe da profissão, por cuidar de soldados feridos e de treinar as enfermeiras no século XIX. Desde então, muita coisa mudou, e atualmente a tecnologia exerce um papel inquestionável na medicina e, por sua vez, na área da enfermagem.

No que diz respeito à área assistencial, o enfermeiro exerce um papel essencial no sistema de saúde público e privado. De acordo com Ana Carolina Nascimento Raymundo, enfermeira da healthtech Nilo Saúde, há uma ampla gama de atuação desses profissionais em posições de liderança na gestão pública ou privada de serviços hospitalares, unidades de homecare, pronto-atendimento, operadoras e seguradoras de saúde e consultorias.

Esses profissionais ganharam um espaço importante no mundo da saúde digital com a ascensão da tele-enfermagem, método em que se acompanha e se educa uma determinada população, promovendo o autocuidado. Segundo a especialista, o enfermeiro consegue trazer do mundo físico para o digital, a capacidade de liderar as equipes de saúde.

Na prática, o enfermeiro organiza o serviço focado na entrega de resultados para os indivíduos e para o próprio sistema de saúde. A ideia, nesse caso, é “desafogar” os atendimentos médicos e trazer mais satisfação aos profissionais da área da saúde e seus respectivos pacientes, assim desenvolvendo e aprimorando os serviços públicos e privados de saúde.

Tecnologia na enfermagem

A tecnologia vem conquistando espaço nas áreas da medicina e da enfermagem (Imagem: vectorfusionart/envato)

Segundo a NurseJournal, mais de 95% de todos os hospitais nos EUA adotaram sistemas certificados de registro médico eletrônico, um reflexo de que a tecnologia continua a mudar o campo da enfermagem. Isso se aplica em monitores portáteis, por exemplo, que indicam dados sobre sinais vitais, como frequência cardíaca e níveis de oxigênio e alertam os enfermeiros se um paciente precisar de atenção urgente, o que reduz significativamente os tempos de resposta.

Bombas intravenosas inteligentes também representam uma grande aliada à enfermagem na atualidade, uma vez que permitem a administração mais precisa e eficiente de medicamentos, definindo quanto cada paciente deve receber e emitindo alertas sobre níveis baixos ou qualquer reação negativa à substância, facilitando parte do trabalho dos enfermeiros.

Fonte: Com informações de NurseJournal



Veja mais