Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Criança gasta quase R$ 13 mil no TikTok e pai se irrita com a Apple


O pai de uma menina autista de 10 anos acusa a Apple de não ter agido após identificar pagamentos suspeitos da conta dele para o TikTok. A criança teria enviado cerca de US$ 2.500 (mais de R$ 12.800) em gorjetas para um criador de conteúdo da rede social de vídeos curtos.

Segundo o pai, a Apple falhou por não identificar a atividade incomum na conta e bloquear as transações suspeitas. Ele criticou o serviço de atendimento ao cliente da companhia e disse estar decepcionado com a fabricante do iPhone.

A criança enviou dinheiro 23 vezes para um influenciador do TikTok (Imagem: Solen Feyissa/Unsplash)

O relato foi enviado em uma carta para o jornal britânico Telegraph pelo leitor identificado como AH. Ele teria dado um iPhone para a sua filha no Natal do ano passado para ela se divertir, afinal de contas tem dificuldade de interagir com as pessoas.

O problema é que a criança comprou exatos US$ 2.486 em moedas do TikTok em 23 transações separadas. O responsável só descobriu quando a Apple enviou a fatura para a sua caixa de entrada de e-mails, mas já era tarde demais.

Reembolso pedido, sem sucesso

Após o susto, o pai pediu à Apple o reembolso das compras, mas todas foram negadas. Ele tentou entrar em contato com a representação da empresa na Irlanda, onde mora, mas também não teve sucesso. Como resposta, recebeu um link para entrar com um processo legal da Apple, porém o gasto de tempo/dinheiro poderia ser ainda maior que o prejuízo.

Vale lembrar que o iOS possui controles de segurança que impedem crianças de fazer compras, como o sistema de senhas e recursos de controle parental para limitar tudo que os filhos podem fazer no aparelho. Ao que parece, o pai havia ativado isso para o filho mais velho, mas esqueceu de repetir o procedimento para a caçula.

O criador de conteúdo que recebeu o pagamento é verificado do TikTok com mais de quatro milhões de seguidores. A rede social conduziu uma investigação e descobriu que ele havia violado as diretrizes relacionadas a fraudes e golpes, pois incentivava as pessoas a mandar dinheiro com desafios, bem como comprava seguidores.

Apple decidiu ajudar o pai

Após a constatação da atividade ilegal no TikTok, a Apple decidiu reembolsar o pai integralmente, mas não sem lembrá-lo do uso do controle parental. Normalmente, a App Store e a Play Store (Android) costumam adotar medidas antifraudes que são ativadas quando certas compras consideradas suspeitas são efetuadas.

No caso do pai irlandês, houve falha de todos os envolvidos, então é difícil saber quem tem a razão. Para os pais e responsáveis, fica o alerta: bloqueie sempre o dispositivo para evitar surpresas como essa.

Fonte: Telegraph  



Veja mais