Covid-19: apesar de baixa letalidade em crianas, doena causa mais complicaes que gripe comum

O Brasil corre risco de uma terceira onda da pandemia de coronavírus, que continua avançando agressivamente no país principalmente com as variantes P.1 e P.2, ocasionada pela variação B.1.617.2 (originada na Índia) da doença.

Um estudo divulgou recentemente que a Covid-19 pode causar sequela grave em crianças; agora, uma nova pesquisa global com crianças e adolescentes infectados descobriu que a doença, embora raramente letal na faixa etária entre 0 e 16 anos, produz sintomas e complicações maiores do que a gripe comum, causada pelo vírus Influenza.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores compararam dados observacionais de mais de 242 mil crianças e adolescentes diagnosticados com a Covid-19 com os de mais de 2 milhões de pessoas na mesma faixa etária diagnosticadas com gripe comum em cinco países: França, Alemanha, Coreia do Sul, Espanha e Estados Unidos.

Segundo os resultados, que foram publicados na revista científica Pediatrics, população pediátrica com coronavírus apresentou maiores taxas de sintomas como dificuldade de respiração, perda do olfato e gastroenterite em comparação com aquelas que tiveram influenza.

O estudo também mostrou que asma e obesidade foram as comorbidades de base mais comuns para o desenvolvimento da Covid-19 na população pediátrica. Além disso, há maior prevalência de doenças raras, como malformações congênitas, distúrbios do neurodesenvolvimento e doenças cardíacas, entre crianças e adolescentes hospitalizados com a doença.

Para os pesquisadores foi um alívio descobrir que a fatalidade causada pela Covid-19 é bastante rara em crianças. Porém, diferente do que se pensava inicialmente, as complicações e sintomas causados pelo coronavírus na população pediátrica são mais sérias do que a gripe comum.

Continuar lendo >>