Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Conheça as oito brasileiras na lista dos maiores bilionários do mundo


As oito brasileiras mais ricas do Brasil acumulam, juntas, uma fortuna de US$ 19,1 bilhões (R_jobs(data.conteudo)nbsp;88 bilhões). A informação vem da edição 2022 da lista de bilionários da revista Forbes. Há 62 brasileiros no clube dos bilionários, incluindo homens e mulheres. Luiza Helena Trajano, presidente do conselho do Magazine Luiza — grupo do qual faz parte o Canaltech — pontuou como a quinta mais rica do país e está na posição número 2.076 no ranking global.

Lucia Maggi, cofundadora do grupo de agronegócio André Maggi, é hoje a mulher mais rica do Brasil e ocupa o 350º lugar do ranking da Forbes. Neste filtro, a segunda colocada é Maria Helena Moraes Scripilliti, filha do falecido José Ermírio de Moraes, fundador do Grupo Votorantim. Ela está na 709ª posição da lista global. Fechando o top 3 feminista nacional, temos a médica Dulce Pugliese de Godoy Bueno, fundadora do plano de saúde Amil, em 1.729º lugar.

Veja abaixo mais detalhes sobre as mulheres bilionárias do país.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Lucia Maggi, a mulher mais rica do Brasil, dona de US$ 6,9 bilhões (Imagem: Divulgação/Amaggi)

Lucia Maggi (US$ 6,9 bilhões, ou R$ 31,8 bilhões)

Cofundadora do Grupo André Maggi, um dos maiores produtores brasileiros de soja e outras commodities do agronegócio. Lucia, de 89 anos, cofundou a Amaggi em 1977 com seu marido, André Maggi, falecido em 2001. Desde entao, ela passou a liderar o grupo. Hoje, é membro consultivo do conselho de administração da empresa.

Maria Helena Moraes Scripilliti (US$ 4,1 bilhões, ou R$ 18,9 bilhões)

Filha e herdeira de José Ermírio de Moraes, fundador do Grupo Votorantim, voltado à exploração de alumínio, energia e cimento, entre outros negócios. A família ainda controla 100% do negócio, que foi fundado em 1918. Ela tem 91 anos.

Dulce Pugliese de Godoy Bueno (US$ 1,7 bilhões, ou R$ 7,8 bilhões)

A médica de 74 anos fundou com seu ex-marido Edson de Godoy Bueno, falecido em 2017, a seguradora de saúde e assistência médica Amil em 1972. Ela manteve sua participação de aproximadamente 33% na companhia, que abriu seu capital em 2007. Também possui uma participação de 48% na rede de laboratórios médicos Dasa.

Ana Lucia de Mattos Barreto Villela (US$ 1,6 bilhões, ou R$ 7,3 bilhões)

O bisavô da pedagoga de 48 anos fundou o banco Itaú, atualmente o maior banco privado da América Latina. Hoje, é uma das maiores acionistas individuais da Itaúsa, holding do banco, com cerca de 12% das ações ordinárias e 3% das ações preferenciais. Também é acionista da Duratex, fabricante de painéis de madeira e louças sanitárias fundada por seu avô.

Luiza Helena Trajano (US$ 1,4 bilhões, ou R$ 6,4 bilhões)

Aos 70 anos, a presidente do conselho do Magazine Luiza tem pouco mais de 17% da empresa; hoje, seu filho Frederico é o CEO do grupo. A rede Magazine Luiza — fundada pela tia de Luiza, Luiza Trajano Donato — tem mais de mil lojas no Brasil e é um dos maiores marketplaces do e-commerce brasileiro. Trajano liderou a expansão do Magazine Luiza para as vendas online, que hoje responde por quase 40% do faturamento.

Neide Helena de Moraes (US$ 1,3 bilhões, ou R$ 6 bilhões)

Ela é neta do fundador da Votorantim, José Ermírio de Moraes, e herdou 8% da empresa após a morte de seu pai, José Ermírio de Moraes Filho, em 2001. Tem 67 anos.

Anne Werninghaus (US$ 1,1 bilhão, ou R$ 5 bilhões)

Mais jovem da lista de brasileiras bilionárias com 36 anos, ela é a maior acionista individual da Web, maior fabricante de motores elétricos da América Latina. A empresa foi cofundada por seu avô Geraldo Werninghaus com Eggon João da Silva e Werner Ricardo Voigt. Apesar disso, não trabalha na empresa nem ocupa um cargo no conselho. É também fundadora da VestesBr, plataforma de moda que vende para empresas.

Vera Rechulski Santo Domingo (US$ 1 bilhão, ou R$ 4,6 bilhões)

Hoje com 73 anos, ela herdou a fortuna do falecido marido Julio Mario Santo Domingo Jr., filho do empresário colombiano de cervejas Julio Mario Santo Domingo. Ela controla cerca de 11% da holding de bebidas Santo Domingo, sediada em Luxemburgo e que também detém ações da multinacional Anheuser-Busch InBev. A família de Vera também detêm participação na Château Pétrus, vinícola francesa que produz alguns dos vinhos mais caros do mundo.

Fonte: Forbes



Veja mais