confirmada-cota-extra-do-auxilio-emergencial-em-novembro

CONFIRMADA cota extra do auxílio emergencial em novembro

O auxílio emergencial terá uma cota extra em novembro. A princípio, é necessário declarar que o Governo Federal encerrou os pagamentos do programa, oficialmente, em novembro.

Veja também: Mais uma prorrogação do auxílio emergencial de até R$375 em 2 parcelas

Em outubro, o benefício chegou ao fim por meio de depósitos. No mês seguinte, a CAIXA realizou os pagamentos por meio de saques, seguindo um calendário específico.

No momento, a decisão atual do Palácio do Planalto é não efetivar a prorrogação do benefício por maior tempo. No entanto, será pago uma espécie de cota extra agora em novembro.

A confirmação da cota extra do auxílio emergencial foi do Ministério da Cidadania. No entanto, nem todos terão direito ao benefício neste momento. O pagamento adicional não vai para todos os 35 milhões de brasileiros que estavam no programa até outubro. Apenas uma pequena parcela desses beneficiários é que irão poder pegar essa quantia agora em novembro.

Segundo informações do Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, o valor será pago para os beneficiários que tiveram o auxílio emergencial bloqueado entre as parcelas 6 e 7 do Auxílio Emergencial. São brasileiros que decidiram contestar o resultado do cancelamento, e que tiveram o direito de receber de novo esses ciclos. Para eles, a quantia vai cair na conta até o próximo dia 30.

É preciso, aliás, prestar atenção porque essas datas serão definidas individualmente. Então é preciso ir até o site oficial do Auxílio Emergencial para saber como está a sua situação. A ideia é portanto que todos recebam esse montante até o final deste mês. O Ministério da Cidadania ainda não revelou quantas pessoas irão pegar esse dinheiro.

De acordo com a pasta, cerca de 35 milhões de brasileiros estavam recebendo o Auxílio Brasil até o último mês de outubro. Destes, boa parte vai ficar sem nenhum tipo de benefício a partir de novembro. Isso porque se sabe que o novo Bolsa Família não abriu novas vagas nesta primeira leva de repasses.

Como fazer a consulta da cota extra

Aliás, quem quer saber como está a situação da sua contestação no Auxílio Emergencial, pode fazer isso de maneira remota mesmo. Basta ir até o site oficial da Consulta Auxílio Emergencial 2021, que faz parte do domínio do Ministério da Cidadania.

Logo depois, vai ser preciso preencher os seus dados pessoais. Eles pedem portanto o número do CPF, o nome da mãe, o seu nome completo e também a sua data de nascimento. Aí é só clicar na opção Sou Humano. Pronto.

O próximo passo é clicar em Enviar e selecionar as imagens verificadoras. Logo depois, a própria página vai levar você para o seu perfil oficial do Auxílio Emergencial. Por lá, o cidadão vai conseguir ver qual é o estágio da sua solicitação de contestação.

Cancelamentos no Auxílio Emergencial

Os cancelamentos no Auxílio Emergencial do Governo Federal aconteceram aos montes este ano. Todos os meses, a Dataprev realizava uma série de reavaliações nas contas dos mais de 30 milhões de usuários do benefício.

Quem não estava atendendo a alguma exigência do programa, passava a ter o projeto bloqueado pelo sistema. Aí o cidadão tinha 10 dias úteis para contestar o resultado em questão. O Ministério, por sua vez, não tinha um prazo para dar uma resposta.

Estima-se que o mais de 4 milhões de pessoas perderam o Auxílio Emergencial juntando os cancelamentos da Dataprev e da Controladoria Geral da União (CGU). Boa parte deles não tiveram o direito de contestar o resultado na internet, e ainda estão tentando buscar o direito na Justiça

3/5 – (3 votes)