Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

como melhorar do cansaço após a doença


A pandemia de COVID-19 trouxe toda uma repaginada na vida do mundo, em todos os sentidos. A doença que era pouco conhecida foi devastadora e agora precisamos lidar com as suas consequências. Dentre as pessoas que foram infectadas, uma parcela sofre de algumas sequelas remanescentes, que de acordo com especialistas, seria o cansaço prolongado. Hoje vamos conferir algumas dicas sobre como lidar com esses sintomas pós-COVID.

Cansaço no pós-COVID

Apesar dos vários estudos que envolvem entender melhor as consequências da COVID-19 após a recuperação dos pacientes, ainda não há uma conclusão certa sobre o que causa o cansaço como sequela. Entre as muitas teorias, o que mais é falado são sintomas neurológicos sendo os possíveis causadores da fadiga.

Reprodução: Internet

Quando uma pessoa é infectada pela COVID-19, o corpo aciona o sistema imunológico para combater a infecção através do que é chamado de tempestade de citocinas, que são sinalizações entre células durante as respostas do sistema imunológico. Isso acaba sendo um mecanismo de defesa desproporcional que visa atingir as várias células infectadas, chegando a um nível muito alto de atividade. Essa é uma das teorias que apontam para o cansaço pós-COVID, pois essa inflamação sistêmica ainda pode estar atrelada aos já conhecidos sintomas de perda de olfato, paladar e memória.

Outros sintomas pós-COVID

Assim como a própria COVID-19 que tem diversos sintomas enquanto o paciente está infectado, os sintomas pós-COVID também podem se apresentar como vários, além do cansaço. Confira alguns dos mais relatados até o momento:

Sintomas pós-covid: como melhorar do cansaço após a doença
Reprodução: Internet
  • Depressão e ansiedade;
  • Dor no peito;
  • Dores de cabeça;
  • Dores musculares;
  • Fadiga;
  • Falta de ar;
  • Insônia;
  • Palpitações;
  • Perda de olfato e paladar (temporária ou duradoura);
  • Queda de cabelo;
  • Sensação de corpo mole;
  • Tontura;
  • Tromboses.

Além destes, outros sintomas como dores de cabeça, a perda de olfato, paladar e mal-estar também podem persistir por algum período após a infecção, porém tendem a ser sanados pelo próprio corpo com o passar do tempo. Se persistirem algum dos sintomas ou agravarem, daí seria o caso de buscar atendimento profissional. Antes que algo pior aconteça, de acordo com os relatos que já ocorreram a ciência aponta que sim, é possível conter cenários que podem se agravar.

Com vacinas e avanço nos remédios contra a COVID-19, também temos boas notícias sobre alternativas de lidar com sequelas pós-COVID, principalmente o cansaço, sendo este o sintoma mais recorrente entre os pacientes. Confira algumas dicas sobre como amenizá-lo:

Autocuidado

Antes de sugerir qualquer coisa o ideal é que a própria pessoa fique atenta consigo mesma, entendendo como seu corpo funciona e monitorar como está sendo o seu desempenho. O cansaço pós-COVID pode acometer os pacientes em diversas maneiras, então tente perceber em si mesmo o quanto ela o afetou.

Sintomas pós-covid: como melhorar do cansaço após a doença
O autocuidado envolve estar atenta ao seu corpo e sua mente (Reprodução: Internet)

Ter calma

Depois da autoavaliação, é necessário que você se mantenha tranquilo. Ter sido infectado por uma doença que assolou o mundo todo — e ainda está presente em muitos lugares — pode afetar psico e emocionalmente a muitas pessoas, então manter-se firme e lembrar que você é um sobrevivente, pode te ajudar a trabalhar nos sintomas remanescentes.

Evitar esforço

Aqui vale para todos os sentidos: físico, psicológico, emocional. Seu corpo já sofreu uma sobrecarga para lidar com a infecção da COVID-19, então agora é necessário que você descanse para que seu ritmo volte ao normal. Respeite seu corpo, uma hora você vai se sentir disposto novamente para seguir com a sua rotina.

Dormir bem

Sintomas pós-covid: como melhorar do cansaço após a doença
Reprodução: Internet

Complementando o tópico anterior, ter uma noite de sono de qualidade pode te oferecer mais vantagens do que imagina. Dormir bem já é uma sugestão em qualquer quadro, principalmente para aqueles que passam o dia atribulados. Para aqueles que foram acometidos pela COVID-19, esta também é uma sugestão primordial, pois essas horas descansando darão mais oportunidades de recuperação ao seu corpo.

Melhorar a alimentação

A última recomendação serve para qualquer indivíduo, mas é essencial em um quadro pós-COVID: alimentar-se de forma saudável. Ingerir alimentos de qualidade como frutas, verduras e legumes é indispensável para o organismo lutar contra as sequelas da infecção.

Quanto tempo dura o pós-COVID?

Assim como a pergunta sobre como os sintomas afetam as pessoas, o período em que isso acontece também é bastante subjetivo. Cada pessoa tem um organismo diferente da outra, então há quem se recupere com mais rapidez e há quem tenha certa dificuldade para tratar esses sintomas ao longo do tempo.

Sintomas pós-covid: como melhorar do cansaço após a doença
Sintomas pós-COVID são observados em sua maioria entre 4 e 12 semanas após a doença (Reprodução: ZOE COVID Study)

O padrão observado é que a doença em si dura cerca de dez dias, sendo suas sequelas podendo durar entre 4 e 12 semanas. Entre outras sugestões alternativas para encurtar ainda mais esse quadro pós-COVID, confira com seu médico a possibilidade de ser atendido por terapias psicológicas ou até mesmo sessões de fisioterapia, ambos tratando partes que são comprometidas pela infecção da doença.

Veja também

Muitos locais revogaram a obrigatoriedade de utilizar a máscara facial. Você acha que ainda é necessário? Confira nossa matéria sobre o assunto.

Fonte: Veja e BBC.





Veja mais