Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Como as novas tecnologias de pagamentos vêm transformando o mercado.


“Ei, tem troco para $50?” Esse é um pedido que estamos ouvindo cada vez menos no Brasil e no mundo, pois sabemos que os meios de pagamento evoluíram e o papel moeda tem perdido força e espaço no nosso dia a dia. Atualmente, os consumidores contam com diversas possibilidades para comprar e os empreendedores para vender, seja em canais de vendas, mas também em possibilidade de pagamento. Além disso, a tecnologia está diretamente ligada a esse avanço e tem colaborado para facilitar e expandir os negócios em geral contribuindo com a digitalização da economia.

Se antes trabalhávamos com dinheiro em cash e cartões físicos de débito e crédito na carteira, hoje podemos facilmente usar todos eles diretamente pelo celular, já que temos tecnologia suficiente para adquirir um produto ou serviço na palma da nossa mão! É possível perceber um aumento significativo do uso de carteiras digitais, ou e-wallets, que consistem em pagar uma conta pelo celular, apenas usando a aproximação do cartão virtual (tecnologia NFC). O Google Pay e a Apple Pay são os pioneiros no assunto e a grande vantagem do negócio é ter as informações já armazenadas em um dispositivo móvel, o que gera facilidade e rapidez no processo de pagamento. Já o chip and pin, ou o famoso “insira o cartão e digite a sua senha para efetuar o pagamento” está cada vez mais em desuso;

É fácil perceber que as plataformas online têm ganhado extrema relevância no cenário de meios de pagamento e conquistado o consumidor pela facilidade, agilidade e praticidade da operação. O e-commerce brasileiro bateu recorde de vendas no primeiro semestre de 2021, representando $53,4 bilhões em transações de cartões – 31% maior que no mesmo período em 2020. Com poucos cliques compramos um produto do outro lado do mundo, seja via link de pagamento, QR code, transações por comando de voz, biometria, reconhecimento facial, entre tantos outros, além, é claro, do PIX. O PIX, por sinal, foi o meio de pagamento instantâneo com a adesão mais rápida do mundo. Só no Brasil temos mais de 115 milhões de usuários cadastrados e +346 milhões de chaves configuradas, representando aproximadamente 1,22 bilhões de transações, só em 2021. A expectativa é que aumente cada vez mais, principalmente considerando o lançamento do pix saque, pix troco, pix internacional e pix offline.

Outro ponto que merece atenção nas compras online é a implantação do checkout transparente, que nada mais é que manter o consumidor na página principal da compra, sem a necessidade de redirecioná-lo para outro site de pagamento. Este é um processo simples e que é extremamente efetivo na satisfação e finalização da compra, gerando agilidade para o cliente final. No mesmo processo, pode ser implementado o “one click buy”, que permite que os dados do cartão fiquem salvos de forma segura (falaremos um pouco mais a frente sobre isso) e o consumidor precise apenas incluir o CVV (“Card Verification Value”, que na tradução literal é “Valor de Verificação do Cartão) do cartão para validar a compra. Ele é o famoso código de segurança presente em todos os cartões de crédito e facilita muito a compra rápida!

Já para os meios físicos, o grande diferencial tem sido a opção de pagamento por aproximação, ou os chamados cartões contactless, além é claro do autoatendimento. As transações tap and pay (por aproximação) tiveram um crescimento de +540% no primeiro semestre de 21% em comparação com 2020 (fonte: www.tiinside.com.br) Essas tecnologias ganharam muito espaço no cenário atual, principalmente no momento da pandemia, por garantir segurança e agilidade na compra.

Também é importante ressaltar o avanço do mercado para as moedas digitais, ou as chamadas criptomoedas, que utilizam tecnologia blockchain, possibilitando e facilitando o registro e rastreamento de transações. O “Real Digital” já é uma possibilidade, segundo estudos do Banco Central, de termos nossa própria criptomoeda virtual.

No entanto, ainda temos muito desafios pela frente em relação a avanços em pagamentos não presenciais, principalmente as fraudes e ataques cibernéticos. Trazendo números atualizados, segundo a ClearSale, empresa especializada em soluções antifraudes, as tentativas de fraudes no e-commerce subiram mais de 83% apenas no 1º trimestre de 2021, comparados ao mesmo período do ano anterior, reforçado pelo começo da pandemia, que fez com que as compras nos meios digitais crescessem bastante. Considerando esse aumento, aqui na Stone temos algumas soluções que podem mitigar este risco, como a implementação da tokenização (consiste em guardar dados sensíveis de pagamento de forma criptografada e segura), autenticação de dois fatores e entre outras, incluindo expertise em UX (fato que pode parecer trivial, mas dependendo de como aplicada pode proteger ainda mais nossos parceiros e clientes).

Falando um pouco mais sobre UX, ela também é parte fundamental do que chamamos de conversão, ou seja, o percentual de compras que são de fatos aprovadas. Se por um lado ela ajuda na prevenção de fraudes, por outro, estimula a experiência da venda/compra. Olhando para dados de mercado, em aproximadamente 73% das tentativas de compra temos o abandono de carrinho justamente pelo checkout não ser fluido e simples, segundo estudos da Baymard Institute, nos EUA. Em telas pequenas, como celulares, este número pode chegar até a 85% dos casos. A importância de um checkout transparente (fazer com que o cliente não seja redirecionado para outro site na hora de fechar o seu pedido) se concretiza cada vez mais!

Como pensamos aqui no Stone Partner Program?

Para nós, a adoção de soluções omnichannel, que consiste na integração e oferta de meios de pagamento físicos e online, melhora a experiência de diferentes perfis de consumidores, sendo a resposta certa para a fluidez de um mercado cada vez mais digitalizado. Acreditamos que o elo disso tudo são os softwares oferecerem diferentes formas de pagamento, integrando a uma plataforma financeira robusta e segura, que possibilitará os estabelecimentos/lojas reduzirem a fricção no fechamento das compras, aumentando a conversão e fidelizando o consumidor final.

O Stone Partner Program ajudará a sua empresa na construção desses produtos integrados, levando o seu software a um novo patamar de crescimento e, a sua empresa, a uma comunidade exclusiva de trocas e aprendizados para que juntos, melhoremos a vida do varejo brasileiro.



Veja mais