Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Começar um negócio do zero? Saiba o que é preciso!


Quer começar um negócio do zero, mas não sabe bem o que é preciso para isso? Não se preocupe! No post de hoje, vamos trazer algumas dicas para você se preparar, criar o seu negócio e começar a vender os seus produtos ou serviços.

O trabalho é duro, mas ter uma empresa pode ser recompensador. Começar um negócio pode trazer maior ganho financeiro para você, independência e mais liberdade geográfica e financeira.

Quer ter acesso a 9 dicas valiosas para começar um negócio do zero? Então, vem ler!

Escolha um produto ou serviço

Um dos primeiros e mais importantes passos para começar um negócio do zero é escolher qual produto você vai vender ou qual serviço vai oferecer.

Para isso, é preciso pensar em alguns pontos, como:

  • Qual a demanda pelo seu produto ou serviço no mercado?
  • Você tem as condições e os investimentos necessários para produzir o que pretende vender?
  • O que você faz bem e lhe interessa fazer?

É importante que o seu produto/serviço tenha demanda no mercado, porque, mesmo que você ofereça algo de altíssima qualidade, se não houver público, não há vendas.

Além disso, ter um negócio envolve um trabalho intenso, que vai ocupar a maior parte do seu dia, então, é preciso escolher algo que te motive e em que você realmente acredite.

Por fim, é preciso avaliar quais recursos você tem disponíveis no momento para começar o negócio. Assim, consegue ter uma perspectiva mais realista para esse início.

Faça uma pesquisa de mercado

Como dissemos, na hora de criar o seu produto ou serviço, é preciso observar se há demanda pelo que você pretende vender. Da mesma forma, é importante entender o seu mercado, se ele está ou não saturado e quais oportunidades ele apresenta.

Para isso, analise a concorrência. Veja o que outras empresas estão fazendo e não estão fazendo. É interessante que você se posicione em um lugar ainda não explorado do seu segmento.

Nessa análise de mercado, você pode tanto encontrar espaços para inserir o seu produto ou serviço, como criar um segmento próprio, com baixa ou nenhuma concorrência. Mas, para isso, é preciso fazer uma boa pesquisa de mercado para identificar essas possibilidades.

Por exemplo, você pode ter a ideia de abrir uma sorveteria no seu bairro, mas percebe que já há pelo menos 5 sorveterias na região. Assim, pode pensar em diferenciar o seu negócio daqueles que já existem e abrir uma sorveteria vegana ou com sorvetes à base de água, por exemplo.

Estabeleça o modelo do negócio

Estabelecer o modelo do negócio é muito importante para guiar suas estratégias, planejar suas ações e suas finanças. Você pretende ter uma loja física ou online? Vai vender pelo Instagram ou em um marketplace?

O estabelecimento físico pode exigir alguns investimentos que o online não necessariamente exige, como o aluguel de um espaço.

Se você optar por vender online, um marketplace pode ser uma boa alternativa para começar um negócio do zero. Pesquise algumas opções, como Amazon e Elo7, para definir qual faz mais sentido para o seu negócio.

Mas você não precisa depender de terceiros para isso. O próprio Instagram é uma excelente opção para começar a divulgar seus serviços e produtos e começar a vender. Além disso, essa é uma alternativa muito econômica, já que você não precisa investir nada para abrir uma conta.

Mesmo para anunciar na plataforma, é você quem decide o quanto quer gastar com os anúncios, podendo alterar os valores quando quiser.

Pense na proposta de valor do seu negócio

Qual a transformação do seu produto? Qual problema a sua empresa resolve e como resolve? Qual o diferencial do seu serviço ou produto?

Todas essas questões têm que ser pensadas para você definir a proposta de valor do seu negócio. Ela é essencial para o seu posicionamento no mercado. Mas, para uma proposta de valor poderosa, vale a dica número 2. É fundamental saber qual lacuna do mercado o seu serviço ou produto preenche para criar um posicionamento direcionado a isso.

O seu diferencial e ponto forte podem ser, por exemplo, o atendimento ou o serviço personalizado. Pensar nesse posicionamento também ajuda a definir o produto que você vai vender.

Ao longo do tempo, você pode rever sua proposta de valor de acordo com a realidade e os resultados do seu negócio. Principalmente no início, é normal refinar alguns pontos. Mas, para lançar seu produto ou serviço no mercado, é preciso começar de algum lugar, e pensar na sua proposta de valor é uma boa alternativa.

Defina um público-alvo

Outro aspecto muito importante para começar um negócio do zero é definir um público-alvo. Com o tempo, você até pode diversificar esse público, mas, no início, é bom ter um ou dois focos no máximo.

Quando você tem uma ideia de produto ou serviço é provável que também já pense no público-alvo. Algumas perguntas para ajudar nessa definição são:

  • Quais os dados pessoais e demográficos do meu público? (faixa etária, gênero, localização, classe social)
  • Quais os comportamentos e hábitos desse público? (Como essas pessoas consomem? Quais são suas preferências?)
  • O que esse público não admite de jeito nenhum e quais as suas principais necessidades?

A definição do público-alvo vai ser importante não apenas para posicionar o seu produto ou serviço no mercado, como para a comunicação que você vai estabelecer com esse público, seja nas redes sociais, seja no seu estabelecimento ou nas publicidades que fizer.

Faça um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é importante para garantir o fôlego do seu negócio nesse começo. É interessante separar um capital inicial para suportar as atividades até sua empresa fazer as primeiras vendas.

Além disso, nessa etapa é importante precificar seus produtos e serviços, levando em consideração o preço de mercado, o quanto você gasta para produzir, o quanto de lucro você quer ter e o valor do que é vendido (que inclui o quão exclusivo é o produto/serviço, a qualidade da matéria-prima ou do atendimento e etc.).

A partir dessa precificação, você consegue ter uma ideia de previsibilidade de vendas no início do negócio e ter mais informações para o planejamento financeiro.

O planejamento financeiro também é um aliado estratégico da sua empresa e ajuda você a definir, por exemplo, o quanto pode oferecer de desconto em um produto.

Resolva as questões burocráticas

Algumas questões burocráticas precisam ser resolvidas para que a sua empresa possa começar a operar. Uma delas é a abertura do CNPJ. Verifique como é esse processo na sua cidade e separe todos os documentos necessários para finalizar essa etapa o mais rápido possível.

Além disso, você também vai precisar definir a razão social e o nome fantasia do seu negócio. Outro ponto importante é definir o modelo de empresa, como MEI, EIRELI e ME, que determinam o pagamento de impostos do negócio. Todas essas questões são importantes para manter o seu negócio funcionando sem dores de cabeça.

Aposte no atendimento e na fidelização

Uma das vantagens de ter um pequeno negócio é a possibilidade de oferecer um atendimento dedicado aos seus clientes.

Então, essa é uma oportunidade para fidelizar os consumidores. Por isso, aposte no atendimento, não deixe seus clientes sem resposta e oriente os funcionários a realizar um bom atendimento.

Aproveite para pedir indicações e avaliações dos clientes para divulgar o seu negócio e expandir a sua cartela de consumidores. Estimule sempre a recomendação para continuar crescendo.

Você também pode criar promoções no início das operações da empresa para atrair a atenção dos clientes e otimizar as chances de fidelização. Pense em uma promoção de abertura e pense em ações de indicações (como indique um amigo e leve mais um produto).

Mas lembre-se de que todas essas iniciativas não devem prejudicar o seu negócio financeiramente. Faça um planejamento antes para decidir as melhores opções.

Facilite o pagamento dos clientes

Ainda pensando na importância da fidelização de clientes, sobretudo, no início do negócio, é interessante flexibilizar as opções de pagamento.

Algumas das opções que costumam ser mais utilizadas são:

  • cartão de crédito e débito;
  • pix;
  • pagamento por aproximação;
  • dinheiro;
  • boleto.

Para garantir que os seus clientes tenham uma excelente experiência de compra, uma boa opção é ter uma maquininha de cartão.

Ela agiliza os pagamentos e ainda permite que você centralize a gestão de vendas e as transações em um único lugar.

Além disso, uma maquininha de cartão que aceite as principais bandeiras de cartão acaba sendo muito prática para o seu negócio, evitando que você perca clientes pela falta de flexibilidade de pagamento.

Conte com a Stone para oferecer as melhores condições de pagamento para os clientes. Entre em contato com o nosso time para saber mais!



Veja mais