Auxílio emergencial de Florianópolis – SC tem parcelas de até R$ 375

Auxílio emergencial de Florianópolis contará com cinco parcelas mensais, com valores de R$ 300 ou R$ 375. Confira quem recebe os pagamentos do AME Floripa.

Auxílio emergencial de Florianópolis: é possível ler "Florianópolis será a primeira cidade de Santa Catarina a conceder auxílio emergencial municipal"

Pela página do programa AME Floripa, é possível conferir a lista de todas as pessoas elegíveis ao benefício. – Foto: Reprodução / Prefeitura de Florianópolis

O auxílio emergencial de Florianópolis (AME Floripa), em Santa Catarina, foi instituído no dia 12 de maio de 2021, com o propósito de amparar os moradores da capital que foram afetados pelo contexto de pandemia. Conforme a Prefeitura de Florianópolis, o benefício destina-se para quem não recebeu nenhuma outra ajuda do governo brasileiro, como parcelas do Bolsa Família e auxílio emergencial federal.  

A primeira parcela começou a ser transferida no dia 28 de maio de 2021, especificamente por meio de poupanças sociais digitais da Caixa. Ao todo, o auxílio emergencial de Florianópolis contará com cinco pagamentos mensais, com valores entre R$ 300 e R$ 375. As quantias variam conforme a composição familiar dos beneficiários.

“Desde 2017, quando fizemos uma grande reforma, estamos recuperando a saúde financeira de Florianópolis. Fizemos o maior aporte de investimento já realizado na cidade e, ainda assim, conseguimos ser reconhecidos com nota máxima de gestão fiscal”, disse o prefeito Gean Loureiro ao afirmar que Florianópolis tem condições de arcar com as parcelas do benefício. 

Abaixo, você confere todos os detalhes atualizados sobre o auxílio emergencial de Florianópolis (AME Floripa), como requisitos mínimos, formas de consultar a lista de beneficiários e valores das parcelas. 

Auxílio emergencial de Florianópolis: valores e quem recebe as parcelas

Para receber o auxílio emergencial de Florianópolis (AME Floripa), é necessário ser residente da capital catarinense, estar inscrito no CadÚnico e ter renda mensal, por pessoa, de até R$ 178,00. O benefício municipal será pago em cinco parcelas de:

  • R$ 375,00 mensais para mães solo chefes de famílias monoparentais. Total de R$ 1.875,00;
  • R$ 300,00 mensais para famílias em geral. Total de R$ 1.500,00.

Os cadastros das famílias foram feitos pela Secretaria de Assistência Social, tendo em vista os dados da população referente ao mês de dezembro de 2020. Conforme o governo do estado, o auxílio emergencial de Florianópolis será limitado para apenas um membro de cada unidade familiar. Cerca de 3 mil famílias devem contar com as parcelas do benefício. 

Pela página do programa AME Floripa, é possível conferir a lista de todas as pessoas elegíveis às parcelas do auxílio emergencial de Florianópolis. 

Auxílio emergencial de Florianópolis: quem não recebe as parcelas

De acordo com o governo do estado, o auxílio emergencial de Florianópolis não será pago para:

  • Pessoas que recebem algum benefício do governo brasileiro, como auxílio emergencial federal e Bolsa Família;
  • Pessoas que têm renda per capita acima de 178 reais por pessoa;
  • Pessoas que não estejam inscritas no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico);
  • Pessoas que residem em outras cidades.

Como o auxílio emergencial de Florianópolis está sendo pago?

O auxílio emergencial de Florianópolis começou a ser transferido pela Caixa no dia 28 de maio de 2021. Para verificar os pagamentos do AME Floripa, os beneficiários devem acessar suas poupanças sociais digitais pelo aplicativo Caixa Tem (Android e iOS).  

Por meio da plataforma, é possível gerar código para saques sem cartão nas lotéricas ou agências da Caixa. Lembrando que a instituição bancária abriu contas digitais para todos os beneficiários que ainda não possuíam. Mais detalhes estão disponível no site do auxílio emergencial de Florianópolis. 

Auxílio emergencial de Florianópolis poderá ter mais beneficiários

Novo projeto da Câmara de Vereadores de Florianópolis, em Santa Catarina, está tramitando com o objetivo de aumentar o público do auxílio emergencial municipal (AME Floripa). A ideia é de incluir novos beneficiários e atingir o número de 2,6 mil unidades familiares.

Conforme a Prefeitura de Florianópolis, a mudança foi proposta para que as parcelas também possam ser transferidas para famílias que entraram no CadÚnico em 2021. O vereador Afrânio Boppré, no dia 08 de junho de 2021, pediu que o texto seja analisado em caráter de urgência. A expectativa é que a votação ocorra ao longo dos próximos dias. 

Bruno Destéfano

Redator

Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem “Insurgência – Crônicas de Repressão”. Atualmente, trabalha como redator web no site “Concursos no Brasil” e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Continuar Lendo

DIVULGALINK We would like to show you notifications for the latest news and updates.
Dismiss
Allow Notifications