aprenda-como-voce-pode-usar-servico-de-conteudo-visual-em-sua-empresa

Aprenda como você pode usar serviço de conteúdo visual em sua empresa

Como profissional de marketing digital, você já sabe que toda a indústria gira em torno do conteúdo. Afinal, criar materiais envolventes e informativos para estimular e educar um público-alvo é a base para a construção de uma presença online.

No entanto, houve uma mudança nos últimos anos sobre o tipo de conteúdo que as pessoas consomem.

Em vez de conteúdo textual estrito — como postagens de blogs e artigos — usuários procuram mídias mais interativas e visuais. Isso significa que seus clientes precisam de alguém para ajudá-los a realizar esse trabalho.

Confira o que você precisa saber sobre como oferecer serviço de conteúdo visual e por que isso pode ser uma ótima ideia para sua empresa. Neste post, você vai ver:

    Por que você deve oferecer serviço de conteúdo visual aos clientes?

    Existem vários motivos pelos quais você precisa oferecer esse tipo de conteúdo aos seus clientes, mas todos eles começam com a compreensão de como as pessoas percebem o conteúdo escrito em comparação com o visual.

    O conteúdo visual é mais fácil de interpretar

    Em geral, o cérebro processa imagens espantosamente 60.000 vezes mais rápido do que palavras em uma página. A razão por trás disso provavelmente tem a ver com nossas raízes como homens das cavernas.

    Muito antes de existir a linguagem e a leitura de livros se tornar algo comum, nossos ancestrais tiveram que tomar decisões com base no que viam diante deles.

    Embora estejamos agora bem longe desses dias, os cérebros humanos ainda são projetados para focar a imagem primeiro, antes de processar um texto.

    Assim, as imagens são mais fáceis de entender imediatamente para a maioria das pessoas que navegam pelo seu site ou página de rede social do que um bloco de texto.

    É mais rápido de consumir

    O cenário do marketing de hoje é complexo. A maioria das pessoas não tem paciência para parar e ler algo, a menos que estejam realmente e genuinamente interessadas.

    Com literalmente milhões de peças de conteúdo para olhar a cada dia, você pode realmente culpá-las?

    É por isso que se envolver com uma estratégia de conteúdo visual é tão eficaz para muitas empresas — os usuários podem localizar esse conteúdo imediatamente, obter as informações de que precisam e partir para a ação.

    Ajudar seus clientes a criar lindos vídeos, infográficos, imagens e outros conteúdos interativos com sua marca é uma forma de auxiliá-los a serem notados por seu público-alvo e expandir seus negócios.

    9 tipos de tendências de conteúdo visual do momento

    Abordamos por que você deve oferecer opções de serviço de conteúdo visual aos seus clientes. Agora, vamos ver os diferentes tipos que são os mais populares no momento:

    1. Imagens

    Como você pode esperar, as imagens são uma grande parte do marketing de conteúdo visual. A boa notícia é que geralmente são as mais fáceis e menos caras de criar.

    As imagens de marketing podem variar de fotos básicas a designs criados com palavras em um fundo. A natureza real do produto acabado varia de acordo com o assunto e o nicho, mas a ideia básica é que você precisa de um elemento visual para acompanhar qualquer informação adicional que esteja fornecendo.

    Além disso, como um profissional que oferece serviço de conteúdo visual aos seus clientes, você deve garantir que todas as imagens fornecidas atendam às diretrizes de marca da empresa. Aqui, estamos falando de cores, fontes, logotipos e outros elementos relacionados.

    2. Vídeos

    Os vídeos são outra forma de conteúdo visual que você pode criar para seus clientes. A maioria dos donos de pequenas empresas pode facilmente pegar seu smartphone e usar a câmera para gravar alguns vídeos curtos para você combinar em um vídeo digital editado.

    O público realmente gosta de vídeo, pois ele permite que você vislumbre as operações diárias ou veja como as coisas funcionam na própria empresa. Como designer, você pode ajudar a polir esses fragmentos em um material de marca que educa, entusiasma e encanta clientes.

    3. Infográficos

    Outro serviço de conteúdo visual que você pode fornecer aos seus clientes são os infográficos. Eles não apenas adicionam um elemento extra a uma postagem educacional mais longa do blog, mas esses tipos de imagens tornam muito mais fácil para o seu público entender assuntos complicados ou com muitos dados.

    Como bônus, os infográficos também tendem a se tornar uma boa maneira de impulsionar o ranqueamento das pesquisas no Google Imagens.

    Dependendo do assunto, é possível conseguir uma boa posição nas buscas com esse tipo de conteúdo visual — principalmente quando há interatividade.

    4. Memes e GIFs

    Vamos ser honestos, todos nós precisamos de uma boa risada de vez em quando. Criar memes e GIFs personalizados para seus clientes é uma ótima maneira de aumentar o engajamento na mídia social e ajudá-los a se destacarem da multidão.

    Essas imagens podem ser usadas em diferentes tipos de publicação, desde lembretes específicos do setor até questões para fazer os seguidores das redes sociais postarem.

    Memes e GIFs também estão próximos de uma forma moderna de pontuação visual — você pode usá-los para destacar uma emoção, adicionar ênfase ou apenas acentuar o resto do seu conteúdo.

    5. Capturas de tela

    Em alguns casos, um gráfico personalizado pode nem ser necessário. No lugar disso, uma simples captura de tela pode ser o acompanhamento perfeito para qualquer conteúdo escrito, como um tutorial ou guia.

    Por que isso funciona? Muitas pessoas aprendem visualmente e as capturas de tela podem facilitar a identificação de uma etapa do processo.

    Também é uma boa maneira de mostrar ao usuário o que ele deve procurar, por exemplo, ao discutir um programa SaaS específico ou outras plataformas.

    6. Transmissões ao vivo

    Uma das formas mais populares de conteúdo visual no momento são as transmissões ao vivo. Embora seja difícil fazer isso representando seus clientes — a não ser que você se sinta confortável em agir como seu porta-voz visual —, você pode ajudá-los no processo de planejamento.

    Trabalhe em conjunto para criar um cronograma de conteúdo que aborde várias ocasiões em que eles devem fazer uma live e em qual plataforma — por exemplo, Facebook, Twitch, Instagram Live, TikTok.

    Decida os assuntos que eles vão cobrir e como isso se relaciona com sua estratégia geral de marketing digital.

    Se tudo for feito do jeito certo, as transmissões ao vivo podem ser um excelente modo de ganhar exposição e aumentar o reconhecimento da marca.

    7. Conteúdo curto e rápido

    Outro tipo de conteúdo visual supermoderno é o bite-sized content (“conteúdo em tamanho de mordida”). São aqueles pequenos vídeos que você vê no Instagram ou TikTok regularmente.

    Por que eles são tão populares? A maioria das pessoas não tem tempo suficiente para assistir a vídeos de mais de um minuto, então elas adoram ver algo curto que ensine um novo conceito, as faça rir ou seja atrativo de alguma outra forma.

    Como profissional de marketing digital, você tem duas opções de como apresentar esse conteúdo aos seus clientes.

    Assim como as transmissões ao vivo, você pode ajudar as empresas a planejar e produzir os vídeos. Outro jeito é buscar influenciadores que fazem esse tipo de mídia, trabalhar com eles para conseguir um acordo de patrocínio e usar isso como uma forma de fazer com que terceiros criem conteúdo visual.

    8. Fotos do produto

    Se seus clientes estão no varejo ou mesmo na indústria B2B, então você definitivamente pode ajudá-los com a estratégia de fotos do produto.

    Afinal, em uma sociedade em que todos fazem pedidos online e não têm a chance de segurar fisicamente um produto em suas próprias mãos antes de comprar, ter fotos profissionais do produto em todos os canais é essencial.

    Lembre-se de manter uma boa iluminação como foco e usar um fundo simples quando necessário.

    Explore o máximo de ângulos e diferentes tipos de fotos que puder para garantir que o comprador final tenha uma ideia tão boa quanto possível sobre o produto.

    Essas imagens podem ser usadas em postagens de mídia social, páginas de vendas, descrições de produtos em e-commerce e muito mais.

    9. Figurinhas para redes sociais

    Por fim, um pequeno elemento gráfico visual e divertido que você pode criar para seus clientes são as figurinhas para redes sociais.

    Essas pequenas imagens podem ser desenvolvidas de acordo com a marca, correspondendo às cores e fontes das empresas, mas adicionadas instantaneamente a postagens do Instagram ou do Facebook.

    Não sabe muito bem por onde começar? Navegue por sites como o Etsy para ver o que os outros estão fazendo e, em seguida, use uma ferramenta de design gráfico para criar a sua própria.

    Não existem muitas agências digitais por aí oferecendo esse serviço, então isso definitivamente pode ser uma boa maneira de se destacar da concorrência.

    Como escolher os melhores tipos de conteúdo visual?

    Selecionar os melhores tipos de conteúdo visual para um cliente específico realmente se resume às suas necessidades individuais e aos objetivos da empresa. Ademais, o nicho desempenha um papel muito importante aqui.

    Por exemplo, o e-commerce de uma grife da moda e uma empresa de manufatura B2B teriam necessidades completamente diferentes no que diz respeito à criação de conteúdo visual.

    A grife provavelmente exigiria fotos de produtos, postagens em redes sociais e um vídeo de transmissão ao vivo para usar como vitrine.

    Em contraste, a empresa de manufatura B2B provavelmente se beneficiaria com alguns infográficos, vídeos de bastidores da marca e outros materiais visuais que poderiam ser usados ​​posteriormente pela equipe de vendas.

    Ao tentar decidir o melhor conteúdo para seus clientes, considere:

    • seus objetivos gerais quando usam redes sociais e/ou marketing digital;
    • o que seu público-alvo deseja aprender ou ver em uma postagem;
    • onde as imagens ou vídeos serão finalmente postados;
    • como o mercado-alvo geralmente responde ao conteúdo visual.

    Ao observar esses fatores, você geralmente pode restringir algumas das categorias mencionadas acima para encontrar o ajuste certo para as necessidades do seu cliente.

    Onde as pessoas encontram conteúdo visual?

    Encontrar conteúdo visual é fácil, mas achar um bom conteúdo visual é normalmente muito mais difícil. Ao procurá-lo, existem alguns lugares por onde você pode começar.

    No entanto, lembre-se que pegar qualquer imagem antiga de um site não é recomendado. Isso não apenas pode resultar em problemas com direitos autorais, mas também pode fazer com que seu cliente final sofra ações legais, e isso definitivamente é algo que você deve evitar.

    Em vez disso, existem outras opções por aí. Alguns dos lugares mais comuns onde você pode encontrar conteúdos visuais são:

    • sites de bancos de imagem;
    • Etsy;
    • Creative Market;
    • designers gráficos freelancers;
    • criadores de vídeo/cinegrafistas freelancers.

    Em alguns casos, encontrar o conteúdo certo é tão simples quanto pedir ao seu cliente para tirar algumas fotos ou fazer um vídeo em um smartphone para você editar, ou você pode usar essas habilidades de design gráfico para criar suas próprias imagens.

    Outra alternativa? O Visual.ly da Rock Content.

    Deixe nossa equipe de especialistas em design gráfico cuidar de tudo para você, oferecendo a seus clientes o conteúdo que eles procuram, sem alocar membros de sua equipe interna para fazer isso.

    Como medir o desempenho do conteúdo visual?

    Medir o desempenho do conteúdo visual não é muito diferente da forma como fazemos com o texto. Essencialmente, tudo se resume a ver qual era o padrão antes de adicionar fotos ou vídeos.

    Em seguida, compare com os resultados que você está obtendo. As métricas que você deseja observar continuamente incluem:

    • taxa de cliques;
    • tempo gasto na página;
    • conversões;
    • atividade do usuário na página;
    • taxa de rejeição;
    • compartilhamentos (para postagens em redes sociais).

    A maioria desses indicadores aponta se um indivíduo permanece na página para assistir a um vídeo ou outra forma de conteúdo ou se sai rapidamente. Por exemplo, uma alta taxa de rejeição sugere que eles não estão interagindo de maneira alguma.

    Conclusão: criando conteúdo visual para seus clientes

    Praticamente qualquer pessoa pode criar um post no blog hoje em dia, mas as opções de serviço de conteúdo visual são um caminho infalível para garantir o sucesso do seu cliente, ao apresentar uma solução que nem todas as agências digitais oferecem.

    Pronto para aprender mais sobre um conteúdo visual único e empolgante? Então, confira nosso e-book sobre conteúdo interativo e descubra como esse tipo de conteúdo pode ser arrebatador para o público!

    The post Aprenda como você pode usar serviço de conteúdo visual em sua empresa appeared first on Rock Content – BR.