Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Aprenda a transformar uma TV antiga em Smart TV


A ascensão dos serviços de streaming acabou por deixar em segundo plano a utilização tradicional dos televisores, que era simplesmente sintonizar em algum canal do agrado dos telespectadores. Assim é que as Smart TVs, capazes de acessar tal conteúdo digital de forma nativa, assumem completamente o lugar dos televisores mais antigos.

Entretanto, se minha televisão ainda funciona com perfeição, por que eu iria preferir comprar uma nova, visto que é muito comum que elas logo fiquem defasadas em relação às atualizações dos aplicativos? Não existe alguma forma de transformar uma TV antiga em Smart TV? De fato, existe e ainda há algumas vantagens de fazer essa conversão em detrimento dos televisores “inteligentes” de forma nativa.

O que é uma Smart TV?

Os televisores tradicionais antigos tinham como principal função sintonizar os canais através do sinal enviado pelas emissoras. Esse sinal era “lido” e reproduzido de forma contínua em uma única mão. Não havia interação por parte do espectador. O conteúdo era apenas reproduzido. Por isso, fica a pergunta: o que é uma Smart Tv?

As Smart TVs, embora também consigam efetuar a transmissão direta dos canais, também têm como principal característica a capacidade de acesso à internet e contam com um sistema operacional interativo próprio tal qual o de um computador. Dessa forma, é possível entrar nas lojas virtuais e efetuar o download de várias funcionalidades, como aplicativos de streaming, tal qual a Netflix.

As TVs antigas, por sua vez, não têm acesso ao sinal de internet, bem como um sistema operacional capaz de se atualizar e disponibilizar ao usuário o acesso a aplicativos compatíveis. A coisa mais próxima disso que esses televisores conseguem é disponibilizar uma porta USB que consegue ler dispositivos de memória (como um pendrive) e, assim, acessar conteúdos como fotos e vídeos.

Entretanto, o verdadeiro trunfo desses televisores é a possibilidade de utilizar suas entradas auxiliares, como a HDMI (de alta definição) ou, ainda, se voltarmos no tempo das TVs de tubo, as entradas A/V — aquela dos três pinos coloridos (vermelho, amarelo e branco). É a partir dessas portas que é possível adquirir os conversores chamados TV Box. Mas o que é uma TV Box?

Além de contar com serviços de streaming, Smart TVs muitas vezes também oferecem integração com o celular através de protocolos como o Miracast ou o Google Cast (imagem: iStock)

O que é uma TV Box?

Também conhecidas como digital media players (reprodutores de mídia digital, em tradução livre) ou aparelhos de streaming, as TV Boxes são pequenos aparelhos que podem ser conectados à televisão e funcionam como um pequeno monitor que utiliza a tela da TV para exibir conteúdo, podendo se conectar com a internet, acessar serviços de streaming e permitindo que seja possível ver Netflix em uma TV antiga, por exemplo.

Há vários aparelhos de TV Box no mercado e a utilização deles é muito comum, mesmo entre usuários de Smart TVs, uma vez que eles contam com um sistema por vezes mais robusto até mesmo do que os das TVs inteligentes, visto que os aplicativos, com o tempo, passam a exigir mais memória com as novas atualizações e tais televisores acabam tendo dificuldade para executá-los.

Quais são as melhores TV Boxes disponíveis?

No intuito de auxiliar na empreitada de modernizar seu televisor e transformar uma TV Antiga em Smart TV, separamos uma lista com as principais TV Boxes do mercado, levando em consideração, inclusive, as necessidades da realidade brasileira para esse tipo de produto.

Fire TV Stick (Amazon)

Imagem ilustrativa do fire tv stick, da amazon, no modelo 4k.
A Amazon conta com três modelos disponíveis para o Fire TV Stick. O mais graúdo deles conta com capacidade de reprodução 4K. (imagem: Amazon/divulgação)

A Amazon tem seu próprio serviço de streaming, o Prime Vídeo, o que levou a gigante do varejo em questão a produzir um aparelho próprio para reproduzi-lo com o máximo de eficácia. O Fire TV Stick está disponível em vários modelos diferentes, do mais enxuto ao com capacidade de resolução de até 4K, além de ser compatível com todo o sistema Alexa, sendo viável, inclusive, já recebê-lo configurado de fábrica, caso o comprador já seja um usuário. Há três modelos disponíveis na Amazon: o Fire TV Stick Lite pode ser encontrado por R$227,05; o modelo intermediário Fire TV Stick, por R$360,05; e o top de linha Fire TV Stick 4K por R$ 426,55.

Prós

  • Integração com a conta do Amazon Prime e com o ecossistema Alexa;
  • Disponibilidade de vários modelos, do mais em conta (Lite) ao mais robusto (4k), ambos de bom custo-benefício;
  • Controle conta com funções diversas, como atalhos para serviços de streaming e ajuste de volume, dependendo do modelo.

Contras

  • Utiliza o protocolo Miracast (em vez do Google Cast), o que gera incompatibilidade com certos smartphones;
  • Ainda sem disponibilidade do aplicativo da HBO Max;
  • Incompatibilidade com vários dos serviços da Google e compatíveis com o Android, de um modo geral.

Chromecast 4 com Google TV (Google)

Imagem ilustrativa do chromecast 4 e todos os seus componentes.
O Chromecast 4 com Google TV é a evolução natural dos sistemas Chromecast e traz um sistema operacional próprio, ao contrário dos antecessores (imagem: Google/divulgação)

O Chromecast 4 com Google TV é a demarcação de território da Google no campo dos streamings. Embora a marca Chromecast originalmente tenha sido concebida como um catalisador do chamado protocolo Google Cast, que permite o pareamento da tela de smartphones e outros dispositivos na tela da TV, esta versão mais recente dele conta com um sistema operacional próprio e conta com um funcionamento similar às alternativas mais “tradicionais” do mercado. O Chromecast 4 pode ser adquirido via Carrefour por R$ 466,00.

Prós

  • Integração com a conta Google e com o Google Home;
  • Compatibilidade com protocolo Google Cast e sistemas Android de um modo geral.

Contras

  • Ainda não lançado oficialmente no Brasil, o que joga o preço lá para cima;
  • Distância do roteador pode ser um problema na reprodução de conteúdo em alta definição.

Roku TV Express (Roku)

Imagem ilustrativa do roku tv express.
O Roku TV Express é o principal produto da Roku no Brasil e é voltado especialmente para quem tem os serviços de streaming como principal ponto de interesse (imagem: Roku/divulgação)

No meio do embate entre a Amazon e a Google no que diz respeito ao monopólio da reprodução doméstica de mídia, a Roku aparece como uma terceira via. Ao contrário das duas gigantes em questão, que visam oferecer uma experiência completa e bastante complexa no que diz respeito ao consumo de conteúdo, o Roku TV Express tem como objetivo apostar no básico, que é a reprodução dos principais serviços de streaming na praça. A TV Box da Roku está disponível (com desconto) por R$ 251,01 via Magazine Luiza.

Prós

  • Interface simples e direta, mais indicada para aqueles com pouca familiaridade com esse tipo de sistema;
  • É primariamente voltado para o streaming, eliminando funções extras que aqueles que só querem assistir à Netflix ou outro serviço similar podem julgar desnecessárias;
  • App do smartphone funciona muito bem como controle remoto.

Contras

  • Sistema pode ser um pouco lento para iniciar e processar os inputs;
  • Às vezes apresenta dificuldade com a captação do Wi-Fi;
  • Sem compatibilidade com Bluetooth ou resolução 4K.

Apple TV 4K (Apple)

Imagem ilustrativa do apple tv 4k.
O Apple TV 4K apresenta toda a robustez dos ecossistemas da Apple — e, com isso, vem o preço pouco convidativo também (imagem: Apple/divulgação)

Não é de se surpreender que a Apple também tenha entrado no mercado dos televisores inteligentes, tendo em vista a estratégia da empresa de se fazer vinte e quatro horas presente no dia a dia de seus usuários. A atual versão do Apple TV 4K tem suporte a resoluções HDR e consegue conversar com os outros dispositivos do mesmo ecossistema. Entretanto, é de se notar que o preço — assim como qualquer produto da Apple — é muito pouco convidativo. Afinal, se queremos transformar nossos televisores antigos em Smart TVs, o objetivo principal seria pagar menos do que uma TV nova. O Apple TV 4K pode ser adquirido por R$ 1799,00 via Amazon.

Prós

  • Totalmente compatível com produtos da Apple, como o iPhone e o Mac, além de contar com a Siri de maneira nativa;
  • Integração com o ecossistema de casa inteligente da Apple graças ao HomeKit.

Contras

  • Preço considerado exorbitante para quem apenas tem interesse em assistir a serviços de streaming;
  • Incompatível com qualquer sistema que não seja um produto da Apple.

TV Box Izy Play (Intelbras)

Imagem ilustrativa da tv box izy play da intelbras.
O Izy Play da Intelbras é uma alternativa nacional interessante que traz algumas características diferenciadas em relação aos seus concorrentes gringos (imagem: Intelbras/divulgação)

Quando falamos de qualquer alternativa brasileira em relação a algum produto de tecnologia, a reação imediata é geralmente torcer o nariz. Entretanto, a TV Box Izy Play, da Intelbras, é extremamente interessante ao utilizar o sistema Android TV e por trazer, com muita competência, algumas funcionalidades que outras marcas grandes do mercado abdicaram. Afinal, por visar o mercado nacional, a marca em questão precisou entender o que o brasileiro realmente quer ao comprar uma TV Box e, ao implementar tais características no produto, ele conseguirá atingir um nicho próprio por oferecer algo os concorrentes não consideraram. O Izy Play pode ser encontrado na Amazon por R$ 299,90.

Prós

  • Suporte a televisores de tubo com entradas A/V;
  • Conta com entradas USB para leitura de mídias em Pen Drives, por exemplo;
  • Integrado com o Google Assistente, tornando-o um produto compatível com o ecossistema Google Home.

Contras

  • Ausência de resolução 4K;
  • Consideravelmente caro, se comparado com alguns concorrentes de maior renome;
  • Sistema operacional pouco otimizado para o único giga de RAM disponível, tornando-o lento e dificultando a reprodução de alguns aplicativos.

STV-2000 (Aquário)

Imagem ilustrativa do stv-2000 da aquário.
Mais em conta do que a TV Box da Intelbras, o STV-2000 da Aquário é outro produto brasileiro com recursos diferenciados voltados para o mercado nacional (imagem: Aquário/divulgação)

Outro representante brasileiro, a caixa STV-2000 da Aquário é mais um exemplar capaz de transformar uma TV antiga em Smart TV, com suporte a entradas A/V, memória expansiva e, neste caso em específico, há o diferencial do suporte a cabo ethernet, sendo possível ligar o dispositivo diretamente no roteador. Além disso, é mais barato do que seu colega nacional da Intelbras e tem suporte a 4K, embora suas especificações técnicas não sejam suficientes para rodar aplicações que exijam mais do aparelho. O STV-200 está disponível no Magazine Luiza por R$ 235,60.

Prós

  • Suporte a televisores de tubo com entradas A/V;
  • Porta Ethernet para redes cabeadas;
  • Entradas USB e de cartões de memória para leitura de mídia e memória expansível.

Contras

  • Sistema operacional e especificações técnicas têm dificuldades para rodar algumas aplicações mais pesadas;
  • Controle remoto do próprio dispositivo apresenta problemas de reconhecimento;
  • Receptor de internet sem fio com instabilidade recorrente de conexão.
Leia Mais

Se ainda assim você acredita que aquele televisor velho de guerra já deu o que tinha que dar, confira nossa lista com os melhores televisores e soundbars disponíveis no mercado.





Veja mais