Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

5 melhores filmes de Sam Raimi


Além de marcar o prometido mergulho no multiverso e de contar com possíveis participações especiais para o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês), Doutor Estranho no Multiverso da Loucura também traz o retorno de Sam Raimi para as histórias de super-heróis depois de 15 anos.

E essa não é uma simples volta. O diretor foi um dos responsáveis pela retomada dos filmes de heróis quando, no início dos anos 2000, trouxe um Homem-Aranha que não tinha medo de se assumir como personagem de quadrinhos e cujo filme bebia muito da estética do gibi. Se temos heróis chegando aos cinemas até hoje, parte da responsabilidade disso é de Raimi. Aliás, se você surtou ao ver Tobey Maguire em Sem Volta para Casa, agradeça ao homem também.

Tudo o que foi mostrado de Multiverso da Loucura até agora tem um pézinho no terror (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Só que Sam Raimi é um nome muito mais importante para o cinema do que apenas por sua passagem pelo Homem-Aranha. Em sua carreira, ele já passou por diferentes gêneros e emplacou alguns clássicos, como a icônica franquia Evil Dead. Aliás, é nesse terror meio galhofa que ele mais se destaca.

Por isso mesmo que a sua direção em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é tão comentada. Afinal, há todo um clima sombrio que se encaixa perfeitamente em seu estilo, mas a gente sabe que a Marvel adora pesar a mão no humor e essa combinação é a cara de Raimi.

Justamente por isso, hoje o Canaltech lista os 5 melhores filmes dirigidos por Sam Raimi. Assim, você pode ter uma ideia do que vem aí com base no que seu cineasta costuma fazer.

5. Um Plano Simples

Raimi cria um ótimo thriller a partir dos problemas que o dinheiro atrai (Imagem: Reprodução/Paramount)

Um Plano Simples não é o trabalho mais conhecido de Sam Raimi, mas isso não quer dizer que mereça ser esquecido. Até porque o longa recebeu duas indicações ao Oscar, incluindo Melhor Roteiro Adaptado.

A trama em si é bem simples e conta a história de dois irmãos que vivem em uma daquelas cidadezinhas esquecidas no meio dos Estados Unidos que encontram um avião caído com US$ 4 milhões dentro. Provando que a oportunidade literalmente pode cair do céu, eles pegam toda essa grana e logo passam a atrair problemas desde tentativas de sequestro e até de assassinato, mostrando que dinheiro na mão é vendaval. Sim, o filme é quase uma versão gringa da novela Pecado Capital.

Ainda assim, Um Plano Simples mostra como Sam Raimi se sai bem até mesmo fora de sua zona de conforto, ou seja, sem trazer nenhum demônio para a tela ou abusando de estéticas de outros meios. É um filme bem autocontido e que carrega toda a tensão exigida com base apenas em um ótimo trabalho de direção.

4. Arraste-Me para o Inferno

Depois de passar uma temporada no mundo dos super-heróis, Sam Raimi voltou para o terror com Arraste-me para o Inferno, um filme que mostra o quanto o diretor nunca saiu de forma em seu gênero favorito — ainda mais quando ele brinca com o absurdo.

Essa mistura do horror com a galhofa começa já na proposta geral da trama, quando uma jovem bancária nega um empréstimo para uma idosa que precisava de dinheiro para não perder sua casa. Revoltada com a negativa, a idosa amaldiçoa a mulher e ela passa a ser atormentada por demônios tão terríveis quanto o sistema financeiro.

Se você busca uma produção mais recente para entender como funciona a cabeça de Sam Raimi, essa é uma boa pedida. Até porque, além da direção, o filme também conta com roteiro do próprio cineasta em conjunto com seu irmão, Ivan Raimi, e explora todo o lado assustador com aquela dose de galhofa, mas sem cair no terrir.

Arraste-me para o Inferno pode ser comprado ou alugado na Apple TV.

3. Darkman: Vingança Sem Rosto

Embora a gente sempre se lembre de Homem-Aranha quando falamos de Sam Raimi, a verdade é que o Amigão da Vizinhança não foi o primeiro contato do diretor com super-heróis. Uma década antes e quando o gênero ainda estava engatinhando, ele já tentava emplacar seu próprio vigilante mascarado em Darkman: Vingança Sem Rosto.

Por ser um filme de herói de 1990, Darkman é bem mais sombrio e soturno do que as histórias que vemos hoje, sobretudo por causa da influência do Batman de Tim Burton, que chegou aos cinemas um ano antes. Além disso, temos um Raimi que tinha acabado de sair da trilogia Evil Dead e que estava mergulhado nessa coisa mais grotesca do terror.

Assim, temos um herói bastante atormentado e com uma origem um tanto quanto perturbador: um cientista que sofre um acidente durante um experimento e é queimado vivo e agora patrulha a cidade em busca de vingança.

Como se isso não fosse estranho o bastante, o visual do personagem também é bem incômodo, com ele usando bandagens sobre a carne queimada e se escondendo embaixo de um manto e de um icônico chapéu. E seus poderes? Pois bem, ele é capaz de recriar a fisionomia de qualquer pessoa em forma de máscara e vesti-las para se disfarçar. Medonho.

Darkman: Vingança Sem Rosto pode ser assistido no Oi Play, ou alugado e comprado no Claro Video, Play Store e Apple TV.

2. Homem-Aranha 2

E chegamos nos clássicos. Homem-Aranha 2 é um velho conhecido dos fãs de quadrinhos, ainda mais porque foi uma das bases da trama do recente Sem Volta para Casa. Não por acaso, a segunda aventura de Tobey Maguire como Peter Parker é lembrada até hoje por fãs de gibis como um dos melhores filmes de heróis já feitos até hoje.

A razão para isso é bem simples: o longa entende muito bem o que significa ser o Homem-Aranha e dosa muito bem a balança de poderes e responsabilidades para que Peter entenda o que é ser um herói. É um fardo do tamanho de um trem que ele precisa carregar nos ombros — às vezes de forma literal — e sem ganhar nada com isso. Pelo contrário: às vezes é muito mais sobre se sacrificar do que sair no lucro.

É claro que muitas coisas não envelheceram tão bem e o próprio estilo mais caricato adotado por Sam Raimi em 2004 pode soar estranho aos olhos de parte do público atual, mas não há como dizer que o homem errou neste filme.

Homem-Aranha 2 pode ser assistido no catálogo da Netflix, Claro Video, HBO Max, Starzplay, Now e Globoplay.

1. Evil Dead

Há quem diga que o melhor filme de Sam Raimi é a sequência de Evil Dead, mas é impossível negar o impacto e a influência do primeiro Uma Noite Alucinante, como o filme ficou conhecido por aqui. Até porque a sequência bebe muito do sucesso inesperado do primeiro para fazer aquilo que o baixíssimo orçamento da história original não permitia.

Porém, é no primeiro Uma Noite Alucinante que toda a mitologia da série é magistralmente criada e que a assinatura de Raimi se torna mais presente. O Necronomicon, a luta com os demônios e até o carismático e canastrão Ash vivido por Bruce Campbell surgem aqui e temos uma história muito mais voltada para o terror quando um grupo de amigos acaba liberando um demônio aprisionado em um livro maldito e passam a ser caçados por ele.

Ao mesmo tempo em que traz situações bastante desconfortáveis, Uma Noite Alucinante também tem toda a veia de humor bizarro que é típico do diretor — e que acaba sendo mais bem trabalhada na continuação, que é basicamente uma releitura do filme original.

Uma Noite Alucinante pode ser comprado ou alugado na Play Store e Apple TV.



Veja mais