Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

10 Pokémon com visuais bizarros


Pokémon é uma franquia de inúmeros monstros icônicos para a cultura pop. Entre o Pikachu, espécies baseadas em famosos da vida real e até criaturas assustadoras que causam um arrepio na espinha, nem sempre a Pokédex acerta no design das criações.

Ao longo de 26 anos de franquia e de praticamente 900 monstrinhos lançados, alguns Pokémon acabaram saindo com um visual, no mínimo, bizarro. As feições dessas espécies vão de apenas feias até motivadoras de discussão que obrigaram a The Pokémon Company a repensar alguns designs. Entre Pokémon feios e problemáticos, confira uma lista com os 10 monstrinhos mais bizarros da franquia:

10. Garbodor

Garbodor é o Pokémon lixo (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

Garbodor é o Pokémon lixo, descrito pela Pokédex como a manifestação de consciência para um conjunto de toneladas de resíduos sólidos descartados na natureza. Se o conceito já não fosse bizarro o suficiente, este monstrinho introduzido em Pokémon Black & White sempre exprime uma certa angústia no rosto. Um Pokémon que não cheira nada bem para qualquer time.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

9. Dracovish

Dracovish é feito de restos de Pokémon renascidos (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

Dracovish é um Pokémon fóssil amaldiçoado pela humanidade que constantemente vai lembrar ao treinador da sua terrível origem. Ressuscitado a partir de restos de diferentes Pokémon, Dracovish é uma quimera de Sword & Shield que agrupa parte do corpo de um peixe gigante com uma cauda de dragão cortada. O renascimento com pedaços de corpos trocados faz essa criatura exibir constante sofrimento, seja tremendo ou mantendo a boca aberta.

8. Barbaracle

Barbaracle é a reunião de vários Pokémon mão Binacle (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

É difícil olhar sem estranheza para Barbaracle. O Pokémon mão dos jogos X & Y recicla o conceito de vários monstrinhos reunindo-se em um só para evoluir, como Magneton e Dugtrio. No entanto, esse conglomerado de mãozinhas Binacle (sete, para ser exato), perde-se no visual.

7. Klefki

Klefki é o Pokémon chaveiro (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

De todos os objetos no mundo que poderiam servir de inspiração para Pokémon nos jogos X & Y, um chaveiro com certeza não estaria entre as primeiras escolhas para gerar um monstrinho cativante. Sem graça e básico, Klefki consegue destacar-se negativamente em uma franquia que já transformou velas, o Stonehenge e até um sorvete em criaturas para lutar.

6. Vanillish

Vanillish é o Pokémon sorvete (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

Falando em Pokémon sorvete, não tinha como essa criatura dos jogos Black & White ficar de fora da lista. Tudo em Vanillish remete a um design preguiçoso. Esse Pokémon do tipo gelo é, basicamente, uma casquinha de sorvete com olhos e boca que, quando evolui para Vanilluxe, apenas ganha mais uma bola da sobremesa gelada em seu cone. Lamentável.

5. Versões de Alola

Na foto, versões de Alola, na ordem: Raticate, Persian, Dugtrio, Golen, Grimer e Exeggutor (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

A The Pokémon Company merecia cadeia quando resolveu dar novas formas para Pokémon de Kanto nos jogos Sun & Moon, baseados no Havaí. A maior parte das versões de Alola são aberrações indefensáveis, que mexem sem nenhuma necessidade no design clássico de criaturas amadas pelos fãs. Enquanto Raticate e Persian parecem ter adquirido caxumba nas versões regionais, criaturas como Alolan Dugtrio ganharam perucas oxigenadas, em um claro sinal de visão estereotipada que a equipe oriental da Game Freak possui do Havaí.

4. Gurdurr

Gurdurr é o Pokémon construtor (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

Copia, só não faz igual. De tempos em tempos, Pokémon tenta recriar criaturas que tornaram-se marcos na franquia. Não é difícil olhar para a linha evolutiva de Gurdurr e enxergar uma tentativa de recriar os amados Machop, Machoke e Machamp. O Pokémon construtor falha em ser carismático. Enquanto o campeão de luta de Kanto possui diversos detalhes, Gurdurr é um construtor com veias à mostra, monocelha e um nariz de palhaço.

3. Mr. Mime

Mr. Mime, o Pokémon mímico e a forma sapateadora de Galar (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

Bizarro. Não existe outra forma de definir o Pokémon mímico de cabelos bagunçados. Mr. Mime é um Pokémon que emana vibrações estranhas e que com certeza faria qualquer treinador atravessar a rua com medo. Após 25 anos, a The Pokémon Company tentou salvar a péssima fama do monstrinho em Sword & Shield com uma versão regional, mas sem muito sucesso. O sapateador Galarian Mr. Mine consegue ser tão estranho quanto seu irmão mais velho.

2. Probopass

Probopass tem cabeça humanoide e bigode (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

Se aquele parente que pergunta dos namoradinhos ou faz piadas antiquadas fosse um Pokémon, ele certamente seria Probopass. Esse monstro de bigode avantajado só fica mais bizarro à medida que o treinador olha para ele. Livre-se desse mal e passe para o nosso próximo lugar na lista.

1. Jynx

Jynx original (esquerda) e versão revisada (direita) (Imagem: Montagem/Canaltech/Lucas Arraz)

De tão bizarro e problemático, o visual do nosso primeiro lugar foi alterado pela The Pokémon Company. Anos após o lançamento de Red e Blue, a companhia resolveu mudar as cores e o comportamento sedutor desse monstrinho.

Por diversas gerações de Pokémon, o visual de Jynx foi criticado pela semelhança com representações racistas das comédias blackface. Nesse tipo de produção, popular no cinema e no teatro dos Estados Unidos do último milênio, atores brancos pintavam-se de preto e criavam uma caricatura ofensiva de pessoas negras.

Os constantes questionamentos sobre a semelhança de Jynx com essa representação racista fizeram a The Pokémon Company mudar a cor do Pokémon. Jynx ganhou um corpo roxo, como também deixou de agir com gestos sedutores nos jogos, abandonando de vez movimentos que fazia com o busto e sinais de beijos que mandava para os treinadores.



Veja mais